Deputado Arimateia repudia extermínio de cães de ruas na Rússia

Arimateia se diz indignado com o extermínio de cães em cidades da Copa do Mundo na Rússia.

O deputado estadual, defensor assíduo dos animais no estado da Bahia, José de Arimateia (PRB-BA), utilizou o Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia ontem (19), para falar de sua indignação com os frequentes casos de maus-tratos em animais. O seu pronunciamento detalhou a Moção de Repúdio que ele entregou na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), ontem (dia 18), pelo extermínio de cães de rua em cidades sede da Copa do Mundo na Rússia.

O republicano explanou que desde o final do ano de 2017, diversas reportagens de veículos de comunicação de credibilidade já denunciava por meio de notícias, sobre a crescente matança de cães nas cidades responsáveis pelo maior evento de futebol do mundo, este ano sediado pela Rússia. José de Arimateia acredita que nada diferente disso pode descrever a atitude de promover o massacre de vidas que, em vez de serem enxergadas como o problema para uma cidade, deveriam simplesmente funcionar como sinalizadores de uma ignorância governamental ainda comum às grandes metrópoles mundiais: a negligência ao ato da castração, sobretudo num país carente de leis de proteção animal onde, segundo especialistas, “há de 400 mil a 2 milhões de animais” vagando pelas ruas, como diz a Revista Carta Capital.

“Como parlamentar e defensor incansável dos direitos à vida e ao bem-estar dos animais, acredito que uma administração realmente engajada com a causa dos animais e da saúde pública de qualidade, em qualquer lugar do mundo, põe em prática a castração e o incentivo à adoção como as melhores maneiras de controle populacional de cães de rua e lutarei a todo tempo, de todas as formas possíveis, por isso”, disse Arimateia.

Na Moção, o deputado Arimateia contou que em 2016, foi sancionada na Bahia a Lei Estadual 13.472/2016, de sua autoria, que cria a Semana de Conscientização e Proteção dos Direitos dos Animais, com o objetivo de reforçar o conhecimento, incentivar e resguardar o cumprimento dos direitos destes seres vivos.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *