Alckmin parece resignado com derrota iminente

Geraldo Alckmin está desanimado.

CLÁUDIO HUMBERTO

O alto tucanato anda preocupado com os sinais exteriores de desânimo do candidato Geraldo Alckmin. Mal nas pesquisas, ele se irritou durante reunião em São Paulo para aplicar-lhe um “pedala”, e desafiou o PSDB a substituí-lo. Se arrependimento matasse, vários dos presentes teriam sido fulminados: no início do ano, eles ensaiaram movimento para fazer Alckmin desistir em favor do ex-prefeito João Dória. Agora é tarde.

SEM INTERESSADOS
Alckmin esvaziou a reunião do início do ano para fazê-lo desistir da disputa presidencial. Ele insistiu. Agora já não há interessados.

TORCIDA E MUITA REZA
O tucano Geraldo Alkckmin está em 4º na corrida, na melhor hipótese, mas continua achando que todos adversários vão cair nas pesquisas.

NINGUÉM TASCA
Alckmin aboletou-se no projeto presidencial usando sua presidência do PSDB. Ele foi ajudado também pelo naufrágio político de Aécio Neves.

REFORMA É LEGAL
O Comitê de Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), na Suíça, avalia nesta quinta-feira (7) se a reforma trabalhista, em vigor desde novembro de 2017, respeita acordos e negociações internacionais. A decisão deve ser favorável ao governo brasileiro.

CONLUIO ASSEGURADO
A Câmara adiou reunião para votação do parecer sobre a nova lei das agências reguladoras. A lei apenas vai ampliar a autonomia das agências, mas não mexe na parceria entre elas e o setor regulado.

GOVERNO EXPLOSIVO
O governo do presidente Michel Temer está acabado para muita gente, mas a presidência não concorda e comprou 40 doses de nitroglicerina do tipo injetável, para dar uma chacoalhada geral no governo.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *