Bahia repete 3 a 0 no Vasco e deixa a zona de rebaixamento

Com gols de Élber, Zé Rafael e Régis, Tricolor vence por 3 a 0 e pula para a 15ª colocação (Foto: EC Bahia/Divulgação)

De novo e pelo mesmo placar. O Bahia voltou a vencer o Vasco, na Arena Fonte Nova, com direito a repetir o placar de 3 a 0 do jogo anterior entre as duas equipes válido pela Copa do Brasil. Os gols foram de Élber, Zé Rafael e Régis. Com oito pontos ganhos, o Bahia, que estava na zona de rebaixamento, pulou para a 15ª colocação, enquanto o Vasco caiu para 13º. Os dois times têm oito pontos ganhos.

Bahia e Vasco fizeram um primeiro tempo sem muitas emoções ou razões para despertar a empolgação dos torcedores presentes. Vinicius, de falta, tentou mas o arremate foi fraco e Fernando Miguel defendeu sem dificuldade.

Aos 21, com o time adversário bem fechado, Vinicius encontrou um espaço e deu um belo lançamento para Élber, dentro da grande. O camisa 7 tentou, mas foi travado no momento do arremate. Aos 36, em um lance de bola parada, o Vasco não cortou e Lucas Fonseca, dentro da área, chutou. A bola, que ia em direção a linha de fundo, parou nos pés de Brumado sozinho, mas o assistente apontou impedimento.

O lance de maior perigo do primeiro tempo aconteceu aos 40 minutos. Gregore fez jogada individual pelo lado esquerdo e tocou para Mena, que chegou um pouco atrasado e dividiu a bola com Fernando Miguel. A bola sobrou fora da área para o volante Elton, que percebeu o gol vazio, e arriscou por cima do travessão.

O gol saiu aos 22 minutos. Régis iniciou o lance pela direita e tocou em profundidade para João Pedro. O camisa 22 aplicou um lindo drible em Fabrício, entrou na área e cruzou rasteiro. O atacante Elber, aniversariante do dia, tirou a ‘zica’ e fez o primeiro gol dele com a camisa do Esquadrão.

Aos 28, a marcação Tricolor apertou no campo ofensivo e conseguiu roubar. Gregore levou até perto da grande, onde arriscou de fora e obrigou Fernando Miguel a fazer boa defesa. A vantagem do Esquadrão poderia ter ficado maior aos 31 minutos. Zé Rafael tocou, Vinicius ajeitou de cabeça e Régis fez um lindo lançamento para o camisa 10, que havia começado o lance. Zé Rafael soltou uma bomba e acertou em cheio o travessão.

Aos 42, já com a mais em campo, o Bahia explorou bem o contra-ataque. Allione, Zé Rafael, até a bola chegar no pés de Régis. Dentro da área, ele bateu de esquerda e mandou para fora. No minuto seguinte, Zé Rafael saiu sozinho, driblou o goleiro e fez Bahia 2 a 0. Deu tempo para mais um. Aos 47, em roubada de bola de Gregore, Allione saiu sozinho, não foi fominha e serviu Régis, que só empurrou: Bahia 3×0.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *