Prefeitura divulga plano especial de transporte durante greve de ônibus

Em entrevista à imprensa, o prefeito ACM Neto também considerou estranha a falta de apresentação da proposta pelos empresários ao Sindicato dos Rodoviários

O prefeito ACM Neto e o secretário municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, divulgaram o plano especial de contingenciamento de transporte em Salvador em função da greve dos rodoviários, que começa nesta quarta-feira (23). Os detalhes foram apresentados na tarde desta terça-feira (22), em coletiva realizada no Palácio Thomé de Souza.

Serão utilizados, pelo menos, 800 veículos dentre micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec), com tarifa no valor normal de R$3,70, e de quatro cooperativas metropolitanas, convidadas pela Prefeitura para atuar na cidade. Além disso, as vans do Transporte Escolar e do Transporte Turístico estão autorizadas a atender aos passageiros na cidade, com tarifa a ser acordada entre o serviço e os cidadãos.

Leia também: Greve de ônibus em Salvador é por tempo indeterminado, decidem rodoviários

Os veículos serão distribuídos pela Semob em 35 roteiros que atendem a seis principais corredores de transporte na cidade. Além disso, a Prefeitura aguarda o cumprimento, pelo Sindicato dos Rodoviários, da determinação da Justiça do Trabalho de garantir a circulação de 50% da frota de ônibus em horários de pico (das 5h às 8h e das 17h às 20h) e de 30% nos demais horários. Toda a operação será acompanhada e fiscalizada pela administração municipal.

“Infelizmente, sabemos que, por mais esforço que a Prefeitura possa fazer para atenuar, os transtornos realmente serão sentidos pela população. Desde a semana passada estamos dialogando com os empresários e com os trabalhadores e a expectativa agora é de que possa haver um pronunciamento rápido por parte da Justiça do Trabalho no que pode ser justo e razoável na reivindicação dos trabalhadores”, pontuou ACM Neto.

O prefeito também considerou estranha a falta de apresentação da proposta pelos empresários na audiência realizada hoje, pela manhã, na Superintendência Regional do Trabalho, já que as empresas haviam sinalizado que poderiam, pelo menos, conceder reajuste tendo como base o INPC, que é de 1,69%. “Não posso afastar o sentimento de que, talvez, as próprias empresas tenham interesse na greve, como uma forma de pressionar a Prefeitura. Mas não conseguirão, pois não vamos permitir nem aumento de tarifa e nem exclusão de linhas de ônibus na cidade, como os empresários já trouxeram”.

A Prefeitura vai continuar o estudo de auditoria da bilhetagem e das empresas do sistema para que, ao final do ano, atestado esse desequilíbrio alegado pelos empresários, atenuar a situação. Além disso, a crise econômica que assola o sistema e o aumento do valor do diesel também foram citados como dificuldades a enfrentadas pelo sistema.

Áreas atendidas pelo esquema especial de transporte:

1) Subúrbio/Ribeira/Valéria: Avenida Suburbana, BA-528, Calçada, Comércio, San Maertin, BR-324, Retiro, Barros Reis, São Caetano e Fazenda Grande do Retiro, tendo como destinos finais Campo Grande, Barra e Iguatemi/Itaigara.

2) Boca da Mata/Cajazeiras/Cassange/Coração de Maria: Rótula da Feirinha, Águas Claras, Castelo Branco, BR-324, Estrada velha, Pau da Lima, São Marcos, São Rafael e Avenida Paralela, tendo como destino final Campo Grande, Barra e Iguatemi/Itaigara.

3) Mussurunga/São Cristóvão/Orla: São Cristóvão, Itapuã, Praia do Flamengo, Aeroporto, Boca do Rio, Piatã, Patamares, Pituba, Rio Vermelho, Vasco da Gama, Ondina e Centenário, tendo como destinos finais Lapa, Barra, Praça da Sé e Iguatemi.

4) Cabula: Jardim Santo Inácio, Mata escura, Sussuarana, Tancredo Neves, Narandiba, Saboeiro, Pernambués e Cabula VI, tendo como destinos finais Barroquinha, Campo Grande, Barra e Iguatemi/Itaigara.

5) Brotas/Centro: Luiz Anselmo, Cosme de Farias, Engenho Velho de Brotas, Engenho Velho da Federação, Liberdade, Barbalho, IAPI, Santa Mônica, Pau Miúdo, Caixa D’Água e Pero Vaz, tendo como destinos finais Barroquinha, Campo Grande, Barra e Iguatemi/Itaigara.

Notícias Relacionadas