Pedro Tavares pede inclusão de taxistas em grupo de risco para vacinação contra gripe

Pedro Tavares recebeu diversos taxistas no gabinete da Assembleia Legislativa da Bahia?

Após o crescente número de casos confirmados da H1N1 na Bahia, com registro de 15 óbitos, o deputado estadual Pedro Tavares (DEM) indicou ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, a possibilidade de incluir os taxistas no rol do grupo de risco na campanha de vacinação gratuita em postos de saúde.

O parlamentar chama atenção para vulnerabilidade dos profissionais que atuam como taxistas, já que transportam diariamente uma quantidade significativa de passageiros e ficam expostos ao vírus da Influenza H1N1. Tavares ressalta ainda que a Bahia, por ser um Estado repleto de pontos turísticos, recebe pessoas de diferentes lugares, o que facilita a transmissão do vírus.

“Entendo que por estarem em contato direto com todos os tipos de pessoas, das mais variadas regiões, os taxistas devem ser incluídos no grupo de risco. Com os inúmeros casos, inclusive com registro de óbitos, a preocupação vem sendo cada dia maior por parte destes profissionais”, afirmou Pedro Tavares.

Atualmente, somente os seguintes grupos têm acesso à gratuidade da vacina contra a H1N1: indivíduos com 60 anos ou mais; crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; professores; povos indígenas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e frios do sistema prisional.

Notícias Relacionadas