970×90

IML identifica segunda vítima do desabamento de prédio em São Paulo

 Por Bruno Bocchini
Agência Brasil  São Paulo
Os núcleos de Antropologia do Instituto Médico Legal e de Biologia e Bioquímica do Instituto de Criminalística de São Paulo identificaram hoje (11) Francisco Lemos Dantas como a segunda vítima do desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, após o incêndio ocorrido na madrugada do último dia 1º.

Bombeiros trabalham na busca pelos desaparecidos e retirada dos destroços do prédio que desabou após incêndio da madrugada de ontem (1), em São Paulo, no Largo do Paissandu.Bombeiros ainda trabalham na busca por desaparecidos do prédio que desabou em São Paulo, no Largo do Paissandu (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Fragmentos do corpo de Francisco Dantas estava entre os restos mortais encontrados pelo Corpo de Bombeiros na última quarta-feira (9). Além dele, já foi reconhecido Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro. No momento, seis pessoas ainda são consideradas desaparecidas.

Francisco Lemos Dantas teve o nome incluído pelos bombeiros na lista dos desaparecidos na última terça-feira (8) e passou a ser considerado possível vítima do desabamento do edifício. Dantas, 56 anos, era morador do 8º andar e estava sendo procurado por parentes.

De acordo com o tenente dos Bombeiros, Guilherme Derrite, novos fragmentos ósseos foram encontrados hoje. Segundo ele, aparentemente, são de um fêmur de uma pessoa adulta. No entanto, apenas a análise do IML e do IC pode confirmar a identidade da vítima.

O militar avaliou ainda que a possibilidade se encontrar sobreviventes é remota. “Nós sabemos que o cenário se encontra bem complicado para, hoje, depois de 11 dias de trabalhos intensos, nós localizarmos uma vítima com vida. Essa possibilidade é muito reduzida, haja vista a compactação dos escombros”, destacou o tenente.

Segundo os bombeiros, as buscas já chegaram ao segundo subsolo do prédio, o piso mais profundo e onde podem ser encontradas vítimas. “Já chegamos a uma parte que correspondia ao segundo subsolo, mas não ainda na totalidade. Só vamos parar as buscas por vítimas quando atingirmos o chão do segundo subsolo. Nós não chegamos a esse ponto”, disse.

Os bombeiros estimam que as buscas por vítimas deverão ser encerradas no domingo (13) ou na segunda-feira (14).

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *