970×90

Osba interpreta árias de Mozart em concerto com soprano Flávia Albano

O concerto da Série Jorge Amado será regido pelo maestro Carlos Prazeres (Foto: Osba)

Quem decidir ir ao concerto que a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) irá realizar, nesta quinta-feira (10), às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA), terá uma rara oportunidade de conferir ao vivo a interpretação da célebre ‘Ária da Rainha da Noite’, escrita pelo compositor Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) para a segundo ator da ópera ‘A Flauta Mágica’.

O concerto da Série Jorge Amado será regido pelo maestro Carlos Prazeres, tendo a cantora soprano Flávia Albano como solista. Os ingressos, a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), estão à venda nas bilheterias do TCA, nos postos de vendas dos SAC’s dos shoppings Barra e Bela Vista e ainda no site da Ingresso Rápido https://goo.gl/moLztb

No repertório, o público tem a oportunidade de apreciar obras de dois célebres compositores austríacos. De Mozart, a Osba conta com a presença da cantora Flávia Albano para interpretar a peça ‘Exsultate, Jubilate, K.165’, além de duas árias da ópera ‘A Flauta Mágica, K.620’ – ‘O zittre nicht, mein lieber Sohn’ e ‘Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen’, esta mais conhecida como a ‘Ária da Rainha da Noite’, famosa pela dificuldade do tom alto e da extensão de duas oitavas. Completa o programa do concerto a ‘Sinfonia nº 9 em Dó maior, D.944’, de Franz Schubert (1797-1828), obra também conhecida como ‘A Grande’.

Solista – Natural de São Paulo, Flávia Albano iniciou seus estudos em canto com Leilah Farah. É mestre em performance pelo ‘Royal Northern College of Music’ e habilitada em artes dramáticas pelo ‘Teatro Escola Macunaíma’. Entre seus papéis de ópera destacam-se ‘A Rainha da Noite’, em ‘A Flauta Mágica’, em diferentes produções, Violetta, em ‘La Traviata’, com a Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Norina, em ‘Don Pasquale’, Imogene, em ‘Il Pirata’, e Amina, em ‘La Sonnambula’ nas Cortinas Líricas do Theatro São Pedro, Susanna, em ‘Le NozzediFigaro’, com West Riding Opera, e Sophie, em ‘Der Rosenkavalier’, sob regência de Baldur Brönnimann, entre outros. A solista também é doutora em Educação pela PUC/SP e professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *