970×90

Procura por voos domésticos aumentou 1,91% em março

Agência Brasil
Luciano Nascimento

 

A demanda por voos domésticos no Brasil subiu 1,91% em março ante mesmo mês de 2017, informou hoje (3) a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Os dados constam do relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras Março de 2018 e mostram ainda que a oferta de assentos pelas companhias apresentou alta de 0,5% em março.

De acordo com a Anac, o resultado aponta para uma alta acumulada de 3,4% no primeiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, apontado pela agência como de recuperação das atividades do segmento, após forte retração em 2016.

Aeroporto de Congonhas
Oferta de assentos pelas companhias aéreas subiu 0,5% em março na comparação com o mesmo mês de 2017 (Arquivo-Agência Brasil)

O relatório mostra ainda que a oferta de assentos pelas companhias aéreas subiu 0,5% em março na comparação com o mesmo mês de 2017 e 2,2% no trimestre. Com isso, o número de passageiros transportados em voos domésticos chegou a 23 milhões no primeiro trimestre, alta de 2,2% na comparação como o mesmo período do ano passado. Em março as companhias transportaram 7,5 milhões de passageiros, 0,5% a mais do que no mesmo mês de 2017.

“No acumulado do primeiro trimestre, a taxa de aproveitamento nos voos domésticos também cresceu, atingindo 81,9% dos assentos, com variação positiva de 1,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. No transporte de carga e correio, as empresas aéreas brasileiras registraram alta acumulada de 11% em relação ao mesmo período de 2017 no mercado doméstico”, diz o relatório.

Entre as empresas, a Gol lidera. Em março de 2018, a empresa apresentou 34,1% de participação no mercado doméstico e a Latam obteve 33,1%, representando variações de menos 2,6% e 0,5%, respectivamente, na comparação com o mês de março de 2017, diz o relatório.

A Azul alcançou participação de 18,3% do mercado no mês, enquanto a Avianca respondeu por 14,1% da demanda doméstica. “Gol e Azul apresentaram redução de 0,7% em suas demandas (RPK) no mês. Latam e Avianca apresentaram crescimento, de 2,4% e 13,1%, respectivamente”, diz o documento.

Mercado Internacional

De acordo com o relatório, o destaque ficou por conta da demanda por voos internacionais que apresentou, em março, aumento de 15,6% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Já a oferta teve alta de 18,3% no mesmo período.

No primeiro trimestre, a demanda por destinos internacionais subiu 16,2% na comparação com 2017, enquanto a oferta aumentou 18,8%. Nesse período, foram transportados 2,5 milhões de passageiros em voos internacionais. No mês de março, foram 779 mil passageiros.

Entretanto, a taxa de aproveitamento de assentos nos voos internacionais em março apresentou queda de 2,3% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, ficando em 82,1%. No trimestre, a taxa de ocupação foi de 83,6%, abaixo dos 85,5% registrado um ano antes.

Já o transporte de carga e serviço de correio internacionais registrou, no primeiro trimestre, expansão de 37,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Em março de 2018, foram transportadas 25.865 toneladas, o que representou aumento de 42,1% ante o mesmo mês do ano anterior, o maior nível para o indicador em um único mês desde o início da série histórica em 2000.

A participação de mercado na demanda por voos internacionais no acumulado de janeiro a março teve a Latam na liderança, com 67,6%, seguida pela Azul com 14,4%, depois vem a Gol, com 12,2% e a Avianca com 5,8%.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *