Rodrigo Simas fala de novo papel e relação com os irmãos

Com uma carreira em ascensão, Rodrigo Simas, que vive Ernesto em ‘Orgulho e Paixão’ faz sua primeira novela ao lado do irmão Bruno Gissoni, que também está na trama. (Foto: Beatriz Dias/Divulgação)

Aos 26 anos, Rodrigo Simas já se firmou como um dos principais atores de sua geração. Requisitado, vem emendando um trabalho no outro desde 2009, quando fez sua estreia na TV. Mal deixou o carismático índio Piatã, de Novo Mundo, que interpretou até o final do ano passado, já embarcou nas preparações para seu novo desafio: o jovem Ernesto, de Orgulho e Paixão.

Mesmo em tão pouco tempo de carreira, Rodrigo comemora a oportunidade de viver papéis tão distintos. Em entrevista a Thaís Meinicke, do Portal Gshow (Globo), ele enfatizou:

“O Piatã era muito diferente do meu universo, muito distante do que eu vivo. Só de estar sem roupa, pintado, com outro costume, vivendo na mata, já te leva para um outro lugar”, lembra ele, que teve cerca de dois meses para a preparação entre um trabalho e outro.

Agora já totalmente ambientado na nova trama das 6, o ator lembra de um episódio engraçado em seu primeiro dia de gravações. “Eu já estava de Ernesto lá em Vassouras e me deu uma coceira no olho. Quando cocei, na hora fiz: ‘Ih!’. Achei que havia borrado a maquiagem, mas olhei a minha mão e ela estava limpa”, conta, lembrando que quem inspirava este cuidado com a pintura corporal era Piatã. “Na hora, falei para mim mesmo: ‘Não sou mais Piatã. Saaaai! Vamos embora'”, diverte-se, garantindo que o índio já está no passado.

Encantado com o novo personagem, ele é só elogios ao jovem Ernesto. “Me encanta muito a ambição dele, de viver num lugar pequeno e querer ir para a capital, de querer conhecer o mundo, conhecer pessoas. O mundo é muito grande”, opina.

Fonte: GShow/Globo

Notícias Relacionadas