Justiça do Trabalho determina posse da Chapa 2 no Sindimed

A Justiça do Trabalho determinou ontem (30), por meio de liminar, que a Chapa 2, vencedora das eleições do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed), deverá ter seus membros empossados na direção da entidade, nesta terça-feira, 1º de maio.

Embora tenha obtido a maioria dos votos dos eleitores médicos da capital e do interior, a Chapa 2, presidida pela cirurgiã plástica Ana Rita Luna, foi impedida de tomar posse.

A decisão da Justiça do Trabalho prevê que seja desconsiderado esse novo período eleitoral, e valida o resultado das urnas já apuradas.

Após a apuração dos votos, a comissão eleitoral, nomeada pelo Sindimed, se destituiu e uma nova constituída por representantes dos Sindicatos dos Bancários, SindSaúde e APLB decidiu anular as eleições e convocar novo pleito para os dias 23,24 e 25 de maio.

Ana Rita Luna deverá ser empossada hoje na presidência do Sindimed

A decisão da Justiça do Trabalho prevê que seja desconsiderado esse novo período eleitoral, e valida o resultado das urnas já apuradas. No caso de desrespeito à liminar, ficou estabelecido o pagamento de multa de R$ 1 mil por cada dia de atraso no cumprimento do determinado.

Para a nova presidente do Sindimed, Ana Rita Luna, a Justiça do Trabalho reconheceu a vontade da maioria dos médicos que votou democraticamente. “Serão quatro anos de muito trabalho, todos juntos. Vamos fazer a verdadeira inovação e alternância de poder. Vamos lá em prol de um trabalho digno”.

Um dos articuladores do movimento pela renovação da diretoria do Sindimed, o médico Eduardo Leite considerou que a classe médica terá agora uma representação sindical livre da tutela ideológica de partidos políticos. “Teremos uma gestão do Sindimed voltada aos interesses de nossa classe”.

Notícias Relacionadas