Mercado de alimentos para animais de estimação segue crescendo

Sacos de rações acima de 10kg já fazem parte do carrinho de compras dos consumidores. ( Fogo: GBarbosa/Divulgação)
O mercado de pets vem passando longe da crise e o Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking mundial, atrás dos EUA (1º) e Reino Unido (2º). A população de cães e gatos no país é de 74,2 milhões, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016. E a produção nacional de alimentos para animais de estimação cresceu 3,2% em 2017, quando foram produzidas 2,58 milhões de toneladas contra 2,50 milhões, em 2016, informou a pesquisa Global de Rações 2018 da Alltech, empresa americana de nutrição vegetal, animal e humana.

De olho nesse mercado promissor, a rede de supermercados GBarbosa está realizando o Festival de Pet acontece até o dia 22 com variedade de produtos, descontos de até 20% e preços baixos. São mais de 270 itens entre alimentos e acessórios para cães, gatos, passarinhos e outros bichinhos de estimação. “No ano passado, o mercado nacional faturou R$ 19,2 bilhões e a perspectiva é que continue faturando bem. No caso do GBarbosa, a perspectiva é continuar crescendo na casa dos dois dígitos”, declara Milton Massa, gerente comercial de Bazar

Alimentos, como rações secas e especiais, são os principais itens de consumo dos brasileiros para seus pets, sendo o gasto mensal com produtos e serviços para cães de pequeno porte de R$ 294,00 e para gatos, em torno de R$ 200,00, mensal. Nas lojas do GBarbosa são comercializadas rações com preços de R$ 7,99 a R$ 89,90. “Temos observado que os sacos de rações acima de 10kg já fazem parte do carrinho de compras de abastecimento para a casa de muitos dos nossos clientes”, comenta Milton.

Notícias Relacionadas