970×90

Alvo da PF movimentou mais de R$ 2,8 bilhões

CLÁUDIO HUMBERTO

Sócio de uma centena de empresas e no centro de duas investigações simultâneas da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, Arthur Pinheiro Machado, preso na Operação Rizoma, movimentou mais de R$ 2,8 bilhões em negócios com fundos de pensão, até municipais. Tanto dinheiro seria suficiente para pagar à vista o sofisticado satélite de comunicações SGDC, que o Brasil comprou em suaves prestações.

Operação Rizoma investiga fraudes em fundos de pensões em 28 prefeituras

SEM REFERÊNCIAS
Oficialmente, o senador Renan Calheiros não aparece na investigação que tem como alvo o amigo Milton Lyra. Ou tudo estaria no STF.

RELACIONAMENTO
Do tipo afável, Milton Lyra organizou várias degustações de vinho, com especialistas renomados e convidados de destaque na vida de Brasília.

DO FUNDO DO BAÚ
Alvo da Rizoma, Marcelo Sereno dividiu com Waldomiro Diniz o protagonismo do primeiro escândalo de corrupção do governo Lula.

TAPA NA CARA
O PT e partidos puxadinhos do PT querem uma “comissão externa” para avaliar as condições da prisão de Lula. Sala com chuveiro elétrico e TV para ver jogo do Corinthians não são regalias suficientes. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *