Morre Nira Guerreira, a ‘Rainha do Arrocha’, aos 56 anos.

Nira Guerreiro estava internada no Hospital Aristides Maltez desde o último sábado. (Foto: Facebook/Reprodução)

A cantora e compositora Nira Guerreira, conhecida como “Rainha do Arrocha”, morreu na tarde desta segunda-feira (9), em Salvador. A informação foi divulgada pela produção da artista e também pela assessoria do Hospital Aristides Maltez, onde Nira estava internada.

A cantora, que tinha 56 anos, estava na unidade de saúde, que fica no bairro de Brotas, desde o sábado (7). Ela faleceu por volta das 15h30 desta segunda-feira. Conforme a produção, a artista teve complicações por conta de um câncer no pulmão, que foi descoberto há cerca de um mês. O último show de Nira foi em fevereiro deste ano, antes do carnaval.

Em uma página usada pela cantora nas redes sociais foram deixadas várias mensagens de pesar pela morte dela. “Tô muito triste, pois ela é minha musa do arrocha”, escreveu uma fã. “Sem palavras para descrever que estou sentindo. Perder alguém nunca vai ser fácil”, disse uma sobrinha da cantora.

Nira Guerreira é o nome artístico de Tenilra Menezes da Silva. A cantora, que tinha 26 anos de carreiras, é conhecida como ‘Rainha do Arrocha” por ser uma das pioneiras do estilo musical, que surgiu na Bahia no início dos anos 2000.

Nira começou cantando seresta, mas migrou para o arrocha em 2001. Conforme a produção da artista, ela foi a primeira mulher a cantar o ritmo. Além de Nira, nomes como Pablo, Silvanno Salles e Nara Costa são grandes expoentes do arrocha na Bahia, desde o surgimento do ritmo.

Nas eleições de 2016, Nira Guerreira se candidatou a vereadora de Salvador, pelo Partido Trabalhista Nacional (PTN), e recebeu 170 votos, mas não foi eleita. Atualmente, ela seguia se apresentando em casas de shows da capital baiana. (TV Bahia/G1 Bahia)

Notícias Relacionadas