970×90

Diplomatas da era PT mandam muito no Itamaraty

CLÁUDIO HUMBERTO

Apesar de o ministro ser o tucano Aloysio Nunes, a cúpula de diplomatas do Ministério das Relações Exteriores continua premiando as estrelas da era PT que tiveram papel central na política externa que fez do Brasil um “anão diplomático”, na definição do governo de Israel. Antonio Simões, militante bolivariano e entusiasta do semi-ditador venezuelano Hugo Chávez, ganhou um dos postos mais importantes para os diplomatas brasileiros, o de embaixador do Brasil no Uruguai.

Antonio Patriota, ex-chanceler de Dilma, é o embaixador em Roma.

DE BARRIGA CHEIA
Antonio Patriota, ex-chanceler de Dilma, é o embaixador em Roma. Luiz Alberto Figueiredo, outro ex-ministro do PT, ganhou Lisboa.

BEM FEITO
Brasileiros em Nova York, inclusive jornalistas, dizem estar cansados de ouvir Mauro Vieira, hoje na ONU, fazendo pouco de Temer.

ELE VIROU A CAÇA
Indagado pela coluna sobre a influência petista no Itamaraty, o presidente Michel Temer disse que não faria “caça às bruxas”.

SEM DIREITOS, SEM PALANQUE
O ex-presidente Lula tem status de condenado com execução provisória da pena. Mas quando ocorrer o trânsito em julgado da sentença, ele terá os direitos políticos suspensos.

PRESÍDIO À ESPERA
A pena de Lula, de 12 anos e 1 mês de prisão, não pode ser cumprida em “sala especial” com banheiro privativo e água quente, mas sim em unidade prisional – em Curitiba ou na cadeia de Tremembé, São Paulo. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *