ACM Neto assina ordem de serviço para 1º etapa do BRT e fala em ‘perseguição’ do PT

ACM Neto assinou a ordem de serviço para a primeira etapa do BRT. O primeiro trecho terá 2,9km de extensão e vai ligar o Loteamento Cidade Jardim à região do Shopping da Bahia.

A maior obra de mobilidade já executada pela Prefeitura de Salvador, o sistema do BRT (Bus Rapid Transit) vai representar um avanço tanto para quem utiliza o transporte público quanto automóveis ou mesmo bicicletas para se deslocar pelo chamado “centro nervoso” da cidade. A primeira etapa das intervenções, ligando a região do Parque da Cidade à estação do metrô do antigo Iguatemi, teve início oficialmente hoje (29), dia do aniversário de 469 anos da capital, com a assinatura da ordem de serviço pelo prefeito ACM Neto, em solenidade realizada no canteiro da obra, próximo do acesso à Cidade Jardim, com direito a bolo festivo.

Este primeiro trecho terá 2,9km de extensão e vai ligar o Loteamento Cidade Jardim (Parque da Cidade) à região do Shopping da Bahia. O BRT terá capacidade de beneficiar 31 mil pessoas por hora, em horários de pico. Os veículos utilizados pelo sistema serão do tipo ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros, portas largas e comprimento máximo de 23 metros, operando a uma velocidade comercial de 25 a 40 km/h. Os tempos de percurso serão significativamente reduzidos se comparados aos atuais níveis de operação.

“Se o PT estivesse governando hoje o Brasil a gente não teria o BRT. Eles não se cansaram de nos perseguir para que essa obra não saísse do papel. Só prometiam e depois nos davam as costas. Mas jamais deixei de confiar que esse dia chegaria. E aqui estamos”, discursou ACM Neto, numa referência ao governo da ex-presidente Dilma Rousseff. “Aproveito, aliás, para agradecer ao empenho do atual governo federal para que estivéssemos hoje aqui”, emendou o prefeito, que estava ao lado do vice Bruno Reis e de vários secretários municipais, parlamentares e população.

As intervenções serão concluídas em 28 meses e fazem parte do eixo Investe do programa Salvador 360. As obras serão executadas pelo Consórcio BRT Salvador, formado pela Camargo Correa Infraestrutura S.A., Construções e Comércio Camargo Correa S. A. e Geométrica Engenharia de Projetos Ltda. O valor para execução da primeira etapa é de R$ 212.781.070,50, oriundos de financiamento junto à Caixa Econômica Federal. Cerca de 700 empregos diretos serão gerados.

ACM Neto lembrou que muitas capitais já possuem BRT. E ressaltou que chegou a vez de Salvador. “Hoje, quando essa cidade completa 469 anos, estamos iniciando esta obra. A cidade que precisou confiar em nosso trabalho, em nossa luta, para que tantas transformações ocorressem. Nosso governo, que tira do papel o BRT, faz o mesmo com o Hospital Municipal de Salvador. Aqueles que torciam e torcem contra, que queriam ver nossa capital de pires na mão, como uma mera assessoria do governo do estado, com o poço de autoritarismo deles, estão vendo todas as realizações e compromissos cumpridos”, afirmou o prefeito na solenidade.

Notícias Relacionadas