970×90

Congresso imita STF e decreta ‘esticadão’ de folga

CLÁUDIO HUMBERTO

Senadores e deputados não ficariam para trás depois de, sem qualquer cerimônia, os ministros do Supremo Tribunal Federal mostrarem, na quinta (22), que estavam batendo em retirada para o “esticadão” de dez dias de “semana santa”. Uma lei autoriza os ministros do Estado laico a celebrar a partir de quarta (28) o feriado do dia 30, da Sexta-Feira. Como no STF, parlamentares só voltam ao trabalho na terça-feira (3).

Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Agência Câmara)

TRABALHAR PRA QUÊ?
A Câmara marcou para a terça (27) a definição das comissões da Casa, mas não havia deputados na cidade. Ficou para o dia 4. Talvez.

RESSALVA
No STF só os ministros Celso de Mello, Dias Toffoli e Edson Fachin foram ao trabalho, na 2ª Turma, terça. A outra turma não teve pauta.

MESMA COISA NO SENADO
O Senado nem sequer divulgou a agenda de trabalho desta semana de feriado. Suas excelências só voltam ao batente no dia 3.

FAMILIARES AMEAÇADOS
O ministro Edson Fachin disse que a preocupação dele não é só com o julgamento de Lula, mas também com a família, que recebe ameaças. A morte de Teori Zavascki, mesmo acidental, provoca arrepios. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *