Polícia Federal combate fraude em esquema envolvendo a clínica IOB em Guanambi

A Polícia Federal cumpre mandados em Guanambi em em Brumado, no sudoeste da Bahia.

A Polícia Federal deslanchou na manhã desta terça-feira (27) uma operação após identificar fraudes relacionadas a projetos de saúde em municípios da microrregião de Guanambi, no Sudoeste da Bahia. As fraudes foram identificadas na gestão do Projeto Glaucoma, responsável pelo atendimento oftalmológico de moradores no município.

A operação da PF foi batizada de “Lanzarote”. A fraude foi identificada no Instituto Oftalmológico da Bahia (Ioba), clínica responsável pela implementação do Projeto Glaucoma em Guanambi. O projeto que garante tratamento a pacientes com glaucoma, como atendimento clínico e tratamento, é financiado pelo Ministério da Saúde.

O alvo do mandado de prisão é o sócio-administrador do Ioba, médico Vinicius Cunha Goes. Todos os seis mandados são cumpridos nas cidades de Guanambi e Brumado, no sudoeste baiano, e em Aracaju e Itabaiana, em Sergipe. A PF não detalhou os endereços onde são cumpridos os mandados de busca na Bahia. O G1 não conseguiu contato com a clínica Ioba.

De acordo com o Ministério da Saúde, no período de 2013 até maio de 2017, o IOBA recebeu a quantia total de R$ 9.418.632,99 (nove milhões, quatrocentos e dezoito mil, seiscentos e trinta e dois reais e noventa e nove centavos), relativamente a atendimentos a pacientes em 31 (trinta e um) municípios baianos, a maioria da microrregião de Guanambi.

Notícias Relacionadas