970×90

Contrato ilegal pode custar R$ 15 milhões à Telebrás

CLÁUDIO HUMBERTO

Uma ação judicial pode levar a estatal Telebrás a pagar indenização de R$ 15 milhões pelos prejuízos causados às empresas Via Direta e Rede Tiradentes. Caso a indenização seja mesmo fixada pela Justiça, o contribuinte é que pagará a bolada. As autoras da ação, na Justiça do Amazonas, alegam que a Telebrás ignorou contratos de “colocation” para entregar à norte-americana Viasat, sem licitação, o controle de 100% do satélite SGDC, pelo qual o Brasil pagou R$4 bilhões.

Prejuízos da Via Direta e Rede Tiradestes chegaram a R$ 15 milhões.

DADOS DEVASSADOS
O Brasil decidiu investir no satélite para “salvaguardar informações estratégicas do governo, inclusive militares”. Isso evaporou.

CANCELAMENTO
A coluna antecipou que empresas brasileiras recorreriam à Justiça para tentar cancelar o contrato de exploração do SGDC pela Viasat.

E A SOBERANIA?
Quando apontou “soberania” e comunicações estratégicas “blindadas”, o Ministério da Defesa não imaginava o SGDC em mãos americanas.

MULTA SALGADA
Na ação, as autoras pedem multa diária de R$1 milhão caso não sejam autorizadas a instalar equipamentos adquiridos para explorar o satélite. (Coluna de Cláudio Hmberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas