Salvador tem oito praias impróprias para banho neste final de semana

Até a isolada praia de Aratuba, no município de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, está imprópria para banho.

Oito praias de Salvador estão impróprias para banho neste último final de semana do verão, segundo balanço divulgado pelo Instituto do Meio-Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), nesta sexta-feira (16). Aqueles que desejam tomar um banho de mar na capital baiana devem evitar as seguintes praias: Tubarão (em frente ao conjunto habitacional, próximo à antiga fábrica de cimento), Periperi (na saída de acesso à praia após travessia da via férrea), Farol da Barra (próximo ao BarraVento, em frente à Av. Oceânica), Pituba, Armação (em frente ao Hotel Alah Mar), Boca do Rio (em frente ao posto Salva Vidas), Patamares (em frente ao posto Salva Vidas Patamares, próximo ao Coliseu do Forró e ao Caranguejo de Sergipe) e Itapuã (em frente à Sereia de Itapuã).

Além das praias capital baiana, os banhistas devem evitar os seguintes locais:

Baía de Todos-os Santos: Cações (próximo à Escola Ruy Barbosa, e a Igreja Nossa Senhora Coração de Jesus), Aratuba (acesso pela Rua principal do povoado) e Gameleira (Em frente a Cruz da Gameleira).

Costa do Cacau: Concha (em frente as barracas de praia, próximo ao desembocadura do rio de Contas) e Marciano (próximo ao Bar Litrão).

Costa do Descobrimento: Mucugê (Arraial d’Ajuda, em frente às barracas de praia).

Costa das Baleias: Praias impróprias: Alcobaça (Em frente ao Quiosque Cabana da Ilha).
De acordo com o Inema, a rede amostral de monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 133 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhistas.

De acordo com a resolução do Conselho Nacional do Meio-Ambiente (Conama), a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli por 100 mL de água; ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2.500 coliformes termotolerantes ou 2.000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

O Inema alerta ainda que em período de chuva as praias devem ser evitadas pois podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças.

Notícias Relacionadas