970×90

Rússia expulsa 23 diplomatas britânicos na crise de ex-espião

Embaixador britânico na Rússia, Laurie Bristow. (Foto: Twitter/Reprodução)

A Rússia anunciou neste sábado (17) que expulsará 23 diplomatas britânicos, fechará um consulado britânico e encerrará as atividades do British Council em resposta às ações “provocativas” de Londres após o envenenamento de um ex-agente duplo russo. O governo russo fez este anúncio depois de convocar o embaixador britânico Laurie Bristow, na véspera da eleição presidencial que muito provavelmente dará a Vladimir Putin seu quarto mandato no Kremlin.

“Eles foram declarados personas non gratas e serão expulsas no prazo de uma semana 23 diplomatas da embaixada do Reino Unido em Moscou”, afirma um comunicado do Ministério das Relações Exteriores russo.

Ao mesmo tempo, Moscou retirou a permissão para a abertura do Consulado Geral britânico em São Petersburgo, a segunda maior cidade do país.

“Tendo em vista a disparidade no número de consulados dos dois países, a Rússia retira sua aprovação para a abertura e funcionamento do Consulado Geral do Reino Unido em São Petersburgo”, completa a nota.

A última medida em resposta às tomadas por Londres ordenou a suspensão da atividade em território russo do British Council (Conselho Britânico), o instituto público dedicado à divulgação da língua e cultura inglesa no exterior.

Com informações da Agência Brasil
Redação do JM

Notícias Relacionadas