Corinthians estreia na Libertadores com um empate contra Milionários -COL

O Corinthians controlou as ações do jogo. (Foto: Daniel Augusto Jr./Corinthians)

O Corinthians estreou na Libertadores com um empate fora de casa. Contra o Millonarios, no estádio El Campín, em Bogotá, o time de Fábio Carille conseguiu segurar o placar em 0 a 0. O time da Colômbia pressionou durante todo o primeiro tempo e poderia ter saído de campo com o resultado a seu favor, mas pecou na finalização. Do outro lado, o clube brasileiro cresceu na segunda etapa, até chegou a acertar a trave, mas também não conseguiu vencer Fariñez.

Com o empate conquistado na altitude de mais de dois mil metros de Bogotá, o Corinthians volta para o Brasil com um ponto na bagagem. Além do Millonarios, Desportivo Lara-VEN e Independiente-ARG completam o Grupo 7.

Mantendo a mesma formação do jogo com o Palmeiras, mas sem Rodriguinho, peça fundamental no elenco de Fábio Carille, o Corinthians não conseguiu se impor na Colômbia. O Millonarios mantinha a posse de bola, rodava em frente às linhas defensivas do adversário, mas também não conseguia encontrar um espaço.

A primeira oportunidade foi aparecer apenas aos 31 minutos de bola rolando. Renê Júnior acertou uma jogada individual pela esquerda e abriu para Jadson. O meia conseguiu encontrar Romero em projeção e lançou o atacante, que tentou bater cruzado, mas acabou nas mãos de Fariñes. De tanto pressionar o Millonarios também assustou. Com 37, Del Valle recebeu pelo lado direito, matou no peito, cortou a marcação e bateu rasteiro, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Antes de encerrar o primeiro tempo, os colombianos assustaram o Corinthians mais duas vezes. Na primeira, aos 42, Silva cobrou uma falta pela esquerda e De Los Santos desviou no primeiro pau, mas Cássio afastou e em seguida trombou com um jogador adversário. No chão, ele viu o zagueiro Henrique cortar uma finalização que originaria o primeiro gol.

Em seguida, aos 43, novamente em jogada aérea, Silva teve liberdade pela esquerda e mais uma vez mandou para a grande área. Del Valle apareceu sozinho no segundo pau para testar. Por sorte dos corintianos, o atacante pegou mal e jogou pela linha de fundo, na chance mais clara da partida.

A segunda parte do jogo mudou a história: mesmo com a pressão do Millonarios, o Corinthians se soltou um pouco mais. Com um minuto tudo poderia ser diferente. Fagner cruzou firme, o goleiro Fariñez afastou e Jadson ficou com a sobra, mas acabou desarmado. Na resposta, aos seis, Silva recebe de Quiñones na direita e ajeita de calcanhar para Huérfano. O atacante, sem marcação, conseguiu jogar por cima do gol.

Cobrando escanteio pela direita, aos 17, Jadson mandou a bola na marca do pênalti e, no bate e rebate, ela ficou quicando na frente de Henrique. O zagueiro virou o corpo e bateu firme, mas a bola explodiu no travessão do Millionários, que afastou o perigo. Mais tarde, com 28, Jadson limpou a marcação e ficou em condição de finalizar, mas acabou jogando do lado esquerdo do gol, em mais uma chance de perigo.

No próximo domingo, às 17h, o Corinthians faz o clássico com o Santos no Pacaembu, em São Paulo, com mando do time praiano, pela 10ª rodada do Paulistão Itaipava. Pela Libertadores, o próximo jogo é no dia 14 de março, desta vez contra o Deportivo Lara da Venezuela, na Arena Corinthians, pela segunda rodada do Grupo 7.

Notícias Relacionadas