Copa do Brasil: Internacional vence o Remo de virada e avança na competição

O Internacional teve dificuldades, mas superou o Remo em Belém. (Foto: Inter/Divulgação)

O Internacional avançou para a terceira fase da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira ao derrotar o Remo por 2 a 1, de virada, em Belém. Os gols colorados foram de Damião e Edenílson, enquanto Felipe Marques fez o gol do time paraense. Na próxima fase, o time colorado enfrenta o vencedor da série entre Criciúma e Cianorte, que estão jogando neste momento, em Criciúma.

O Inter foi a campo com duas novidades. Sem Danilo Fernandes e William Pottker, que se recuperam de lesões, o técnico Odair Hellmann escalou Marcelo Lomba no gol e Nico López no setor ofensivo. De cara, o time colorado precisou enfrentar o gramado alto e pesado do Estádio Mangueirão, sempre temperado pelas chuvas costumeiras que caem nos finais de tarde em Belém e a umidade relativa do ar de mais de 90 por cento. Além disso, o estádio recebeu um bom público que prometia pressionar o Inter. A torcida colorada também estava presente para empurrar o time em busca da classificação.

O Remo chegou primeiro com um chute de fora da área de Fernandes, que quicou no gramado e dificultou a defesa de Marcelo Lomba, logo a 1min30seg. Mesmo assim, o goleiro colorado defendeu em dois tempos. Aos poucos, o Inter conseguiu colocar a bola no chão e passou a tentar impor seu futebol de troca de passes. O Remo então se posicionou mais atrás, procurando explorar os contra-ataques.

Aos 9min, D´Alessandro cobrou falta da intermediária e Vinícius salvou pra escanteio. Dois minutos depois, Felipe Marques arriscou de fora da área e a bola passou por cima. Aos 19min, o Remo abriu o placar com Felipe Marques. O atacante entrou na área e chutou, a bola desviou na zaga, bateu no travessão e entrou. O Inter empatou cinco minutos depois quando Iago recebeu na área, em falta batida rapidamente por D´Alessandro, e cruzou rasteiro na medida para Damião empurrar pras redes de carrinho.

Aos 28, D´Ale deu grande passe para Nico López, que teve seu braço puxado e caiu na área. O juiz, porém, não marcou o pênalti. Um minuto depois, porém, veio a virada. Patrick fez jogada sensacional, como um ponteiro, pela esquerda, e cruzou. Depois de um bate-rebate, a bola sobrou pra Edenílson na pequena área completar de pé esquerdo: 2 a 1. A virada arrefeceu a torcida do Remo, que ficou em silêncio pela primeira vez desde que a partida tinha iniciado. O Inter seguiu dominando a partida. Aos 43, Damião recebeu pela esquerda e concluiu para defesa de Vinícius. Aos 46, D´Ale cobrou falta e Victor Cuesta completou para fazer o terceiro, mas o juiz marcou falta duvidosa no lance.

No intervalo, o Remo retirou Geandro e colocou Dudu. Aos 5min, D´Alessandro deu bom cruzamento para Klaus desviar e a bola passar ao lado do gol com perigo. Aos 10min, Adenilson entrou na vaga de Levy no time paraense. Em seguida, começou a chover, deixando o gramado mais escorregadio e pesado. Enquanto isso, nas arquibancadas, um fato inusitado: para empurrar o time da casa, a torcida do Remo cantava uma música baseada em tradicional canção que os colorados entoam nos jogos do Beira-Rio. E os colorados presentes no Mangueirão tratavam de entoar a versão colorada também.

Aos 16, em uma bela troca de passes envolvendo Edenílson e Damião, o volante chegou na entrada da área e concluiu com perigo quase marcando o seu segundo gol na partida. Aos 19, Patrick fez mais uma jogada sensacional pela esquerda e cruzou para Damião concluir de cabeça ao lado. Aos 25, Dudu, do Inter, deixou o gramado para a entrada de Gabriel Dias.

Aos 30, Eliélton, que havia entrado no lugar de Jefferson Recife, arrancou pelo meio até a área e concluiu ao lado do gol, arrancando aplausos dos torcedores. No mesmo minuto, Iago saiu para a entrada de Uendel. Aos 40, Esquerdinha cobrou falta com perigo ao lado do gol de Marcelo Lomba. Em seguida, Juan Alano foi a campo na vaga de Patrick. Aos 44, em um grande contra-ataque, Edenílson passou para Juan Alano, que cortou o zagueiro, chutou rasteiro, a bola desviou na zaga e quase enganou o goleiro Vinícius. Aos 47, Nico López recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O juiz mandou o jogo ir até os 50 minutos, mas o time colorado tocou bem a bola e segurou a classificação.

Remo (1)
Vinícius; Levy (Adenílson), Bruno Maia, Mimica e Esquerdinha; Felipe Recife, Geandro (Dudu), Jefferson Recife (Eliélton) e Fernandes; Felipe Marques e Isac. Técnico: Ney da Matta
Internacional (2)
Marcelo Lomba; Dudu (Gabriel Dias), Klaus, Victor Cuesta e Iago (Uendel); Rodrigo Dourado, Edenílson, Nico López, D´Alessandro e Patrick (Juan Alano); Leandro Damião.
Técnico: Odair Hellmann.
Gols: Felipe Marques (R), aos 19min do primeiro tempo, Leandro Damião (I), aos 24min do primeiro tempo, Edenílson (I), aos 29min do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Felipe Recife, Geandro, Mimica (R), Edenílson, Klaus, Patrick, Nico López, Gabriel Dias (I).
Expulsão: Nico López (I).
Arbitragem: Marcelo Aparecido de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Bruno Salgado Rizo, todos de São Paulo.
Local: Estádio Mangueirão, em Belém (PA).

Notícias Relacionadas