Câmara gastou meio bilhão sem licitação em 2017

CLÁUDIO HUMBERTO

A Câmara dos Deputados gastou R$ 559 milhões sem licitação no ano passado. O jeitinho é enquadrar contratos de valor milionário em casos de dispensa ou inexigibilidade de licitação. Como no caso da contratação anual, pelo valor de R$ 2,5 milhões, do hospital Sírio-Libanês, aquele das estrelas, para atender suas excelências, familiares e bem relacionados servidores. Tudo por conta do contribuinte.

O jeitinho é enquadrar contratos de valor milionário em casos de dispensa ou inexigibilidade de licitação.

E O CORPO TÉCNICO?
Apesar do seu caríssimo corpo técnico, a Câmara pagou R$2,4 milhões à Fundação Getúlio Vargas por estudos sobre “políticas públicas”.

CÂMARA SEGUROS
Um convênio com a Caixa Econômica Federal, também com “inexigibilidade de licitação”, custa à Câmara R$445,2 milhões.

ARMADOS PARA GUERRA
Entre as compras sem licitação na Câmara estão gás lacrimogêneo, spray de pimenta, balas de borracha e material de controle de multidão.

CONTADOR DE LOROTAS
Lula continua repetindo, para ver se cola e vira “verdade”, que nada foi provado contra ele. O ex-presidente mente. As provas no primeiro caso são sólidas, e a pena de 12 anos e 1 mês é só o começo da rebordosa. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas