Justiça tem tratamento tributário diferenciado

CLÁUDIO HUMBERTO

Os 20.633 integrantes do Poder Judiciário recebem um total geral de R$ 10,57 bilhões em rendimentos, mas pagam apenas R$1,28 bilhão de Imposto de Renda, ou sejam, 12%, percentual considerado muito baixo. Eles são destinatários de R$ 6,5 bilhões em rendimentos tributáveis, além R$ 1,06 bilhão de “tributação exclusiva”, segundo dados que constam do relatório Grandes Números, da Receita Federal.

Os 20.633 integrantes do Poder Judiciário recebem um total geral de R$ 10,57 bilhões em rendimentos

PRIVILÉGIO
Pela renda acrescida ao subsídio, integrante da Judiciário paga bem menos impostos do que os trabalhadores da iniciativa privada.

BELA ISENÇÃO
Também são beneficiados, segundo a Receita, com isenção tributária de R$ 2,96 bilhões em rendimentos como o auxílio-moradia e diárias.

SE NÃO HÁ ‘SUB-PISO’…
O ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto é rigoroso: “assim como não há ‘sub-piso salarial’, não pode haver ‘sobre-teto’ ou extra-teto”.

PAÍS RICO É ASSIM
Ayres Britto foi contra auxílio-moradia para juízes, mas o colega Luiz Fux pediu vista e perdeu-se o controle: até agora, R$1 bilhão por ano. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas