Azul usa bimotor que espanta pela rotina de panes

CLÁUDIO HUMBERTO

Não é caso isolado a pane que provocou pouso forçado do bimotor ATR 72-600 da empresa aérea Azul em Vitória da Conquista (BA), segunda (15). Não é caso isolado nem mesmo naquele aeroporto, que já registrou vários pousos forçados desse avião de fabricação franco-italiana. É o mesmo que chocou o mundo em fevereiro de 2015, ao cair em um rio na zona urbana de Taiwan matando mais de 40 pessoas.

Piloto da aeronave Azul 9277, disse em gravação: “Fumaça a bordo, estamos descendo em emergência, vamos pousar ao 04″. (Foto: Blog do Anderson/Reprodução)

LISTA EXTENSA
Panes em ATR da Azul ocorreram em Uberlândia, São José do Rio Preto, Juiz de Fora, Salvador, Belo Horizonte, Vitória da Conquista etc.

VENDEM-SE
A Azul garante que “não tem fundamento” a preocupação, mas já anunciou a venda de dez dos seus 40 ATRs, e a devolução de três.

O QUE MOVE O MUNDO
O ATR 72-600 é muito usado por ser mais barato (US$ 25 milhões), um quarto do valor do Airbus A320, e pelo baixo custo de manutenção. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Luis Otávio

    Matéria lixo, típico de leigo que não entende nada de aviação. Gostaria de ver como ficaria vitória da Conquista e outras dezenas de cidades brasileiras sem voos regulares, porque não possuem pista adequada e somente aviões desse porte conseguem chegar. Vão reclamar até acabarem os voos, aí vão sentir saudade.

    Reply

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *