Detran registra queda de 10% no número de vítimas de trânsito em 2017

“Todas as metas propostas para 2017 foram alcançadas e algumas dela foram, inclusive, superadas”. A declaração do diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), Lúcio Gomes, refere-se às ações realizadas pelo órgão em 2017. Atividades educativas e de fiscalização somadas ao uso da tecnologia estão entre as medidas que geraram uma queda de 10% no número de vítimas do trânsito neste ano, na Bahia.

O diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes, destaca a meta de “reduzir as ocorrências com motos, principalmente no interior”
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

O diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes, destaca a meta de “reduzir as ocorrências com motos, principalmente no interior”
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

Mais de 165 mil pessoas e 109 mil veículos foram abordados em blitzes e cerca de 350 mil cidadãos foram alcançados nas ações educativas. O avanço na área de tecnologia, incluindo o início das operações da Central de Videomonitoramento para Formação de Condutores, é um dos esforços para reduzir o número alarmante de vítimas do trânsito.

“Grande parte dos acidentes se deve ao condutor que não é bem qualificado na obtenção da Carteira Nacional de Habilitação [CNH]. Portanto, a Central se propõe a fazer com que todas as etapas do processo sejam acompanhadas pelo Detran, de modo que quando a pessoa receba o documento, ela esteja melhor qualificada, diminuindo as chances de um acidente”, explica o diretor de Habilitação do Detran, Mario Galrão.

Foi registrada uma queda de 10% nas ocorrências envolvendo vítimas de acidentes de trânsito. Em contrapartida, o número de motociclistas acidentados subiu. “Esse é um dos grandes desafios para 2018. Nossa meta é reduzir as ocorrências com motos, principalmente no interior, que lotam as unidades hospitalares, ocupando aproximadamente 50% dos leitos hospitalares da Bahia”, afirma Gomes.

Em 2018, algumas novidades devem facilitar a vida de quem precisa resolver pendências de trânsito. O órgão vai fortalecer o processo de atendimento pelo aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, pelo aplicativo próprio do Detran para smartphones e pelo novo portal de serviços. Segundo o diretor-geral do Detran, apenas em 2017, “mais de 100 mil pessoas deixaram de se deslocar até a unidade e foram atendidas integralmente a distância”.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *