Filho do prefeito de Sítio do Mato é preso por tentativa de homicídio

Acusado de tentativa de homicídio, João Vítor Gonçalves Magalhães, filho do prefeito de Sítio do Mato, Alfredo Magalhães, foi preso nesta quarta-feira (6), em Bom Jesus da Lapa, no Oeste da Bahia, após mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça. Vítor é acusado de atirar várias vezes contra o carro do arquiteto Wilson Magalhães, após uma discussão de trânsito, dia 26 de novembro.

Pelo menos sete tiros foram desferidos e por sorte Wilson Magalhães não foi atingido pelos disparos. No veículo do arquiteto, um Chevrolet Cruze, ficaram as marcas dos tiros na lateral e no vidro traseiro, que foi perfurado. A perícia apontou que a arma utilizada foi de 9 mm, calibre restito. Na redes sociais, as informações que circulam é que João Vitor não tem porte de arma.

Ao menos sete   tiros foram desferidos por João Vítor Gonçalves Magalhães contra o carro do arquiteto, conforme o   Boletim de Ocorrência da Delegacia de Polícia de Bom Jesus da Lapa. (Foto: Arquivo/Jornal da Mídia)

Wilson Magalhães transitava na avenida principal da cidade, quando ultrapassou uma Hilux branca que estava em sua frente em baixa velocidade. O condutor da Hilux, então, começou a realizar manobras, fechando o outro motorista. Ao parar no semáforo, a vítima baixou o vidro do carro e perguntou se o outro rapaz queria causar um acidente, ao que o indivíduo respondeu com um murro no retrovisor, quebrando a peça do carro do arquiteto, e evadiu-se.

O arquiteto seguiu o carro na tentativa de fotografar a placa e fazer uma ocorrência, mas foi atraído para uma emboscada: os irmãos João Vitor e Neto Magalhães, que estavam na Hilux, se dirigiram até a frente do comércio da sua família, na região do mercado municipal de Bm Jesus da Lapa. Ao parar, os dois irmãos desceram do carro. O primeiro estava armado, enquanto o segundo tentava tirar satisfação do arquiteto batendo com a mão no para-brisa do cruze. Ao perceber os disparos, Wilson acelerou o carro. Na fuga, atropelou Neto Magalhães, que teve escoriações leves e, após ser atendido no hospital da cidade, foi liberado.

De acordo com relato de populares, Wilson saiu gritando por socorro, enquanto João Vitor o perseguia, desferindo vários tiros em sua direção. Mesmo com um pneu do carro que dirigia furado, o arquiteto conseguiu chegar até o complexo policial para pedir ajuda. Ele registrou um boletim de ocorrência, mas o autor dos disparos não ficou detido. O prefeito de Sítio do Mato esteve na delegacia de Bom Jesus da Lapa para buscar o filho. No local, o prefeito teria ainda ameaçado o arquiteto de morte.

Nota da Polícia Civil de Bom Jesus da Lapa

Após prender João Vítor Magalhães, a Polícia Civil de Bom Jesus da Lapa divulgou a seguinte nota:

“Na tarde de hoje, dia 06/12/2017, *Investigadores da POLÍCIA CIVIL da 24ª COORPIN/Bom Jesus Da Lapa*, cumpriram um mandado de prisão Preventiva, em desfavor de *JOÃO VÍTOR GONÇALVES MAGALHÃES*, de 27 anos de idade, o qual figura como suspeito da autoria de um crime de tentativa homicídio, ocorrido na cidade de Bom Jesus Da Lapa, na noite do dia 26/11/2017.

O referido mandado de prisão foi expedido pelo Poder Judiciário, após representação elaborada pelo delegado Titular de Bom Jesus da Lapa, Marcos Aurélio de Oliveira Porto, juntamente com os delegados Geraldo Almeida e Marcelo Amado. A decretação dessa medida foi necessária para assegurar a manutenção da ordem pública”.

Notícias Relacionadas