Luciano Huck recebe pressão da Globo e de patrocinadores: “Se for candidato tem que sair”.

A pressão sobre o Luciano Huck aumentou após suas reuniões públicas com o ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, e com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Sem citar Luciano Huck ou sua mulher, Angélica, a Rede Globo informou ao jornal Folha de São Paulo que vem realizando ”várias conversas" neste final de ano com funcionários seus, visando confirmar eventuais candidatos em 2018 e tirá-los do ar.

”A Globo tem por hábito, no período que antecede anos eleitorais, conversar com diversos profissionais de seu ‘casting’ para lembrar a política interna de eleições”, afirmou a emissora, questionada sobre o apresentador.

”Por essa diretriz interna, já em vigor há anos, quem tem a intenção de se candidatar ou de participar de alguma campanha eleitoral deve avisar com antecedência à emissora.”

A revista ”Veja” publicou que a direção da Globo teve uma ”conversa franca” com Huck e decidiu que, se ele quiser se lançar candidato , terá de sair da emissora até dezembro, sem volta.

A pressão sobre o apresentador aumentou após suas reuniões públicas com o ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), sondado para vice, e com o PPS.

No caso da Globo, a rede define até dezembro a sua nova programação, inclusive orçamentos, para a temporada que começa em abril.

Mas a pressão não se restringe à televisão. Também os patrocinadores, tanto do programa quanto aqueles diretamente ligados a Huck, vêm cobrando uma definição do apresentador quanto à sua candidatura a presidente.

Fonte: Coluna Poder/Folha de São Paulo/Nelson de Sá

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − seis =