DF paga R$ 297,8 milhões de ‘pecúnia’ a servidor

CLÁUDIO HUMBERTO

Além de salários elevados e aposentadoria integral, e ao contrário dos trabalhadores do setor privado, funcionários públicos do Distrito Federal têm um privilégio que custa caro ao contribuinte: a “pecúnia”. É assim: a cada 5 anos, o servidor tem direito a férias de três meses, mas eles optam por receber isso em dinheiro, ao se aposentar. É a “pecúnia”. Só em 2017, 3.136 servidores recém-aposentados no DF vão dividir um bolo de R$ 297,8 milhões. Cada um vai embolsar R$ 94,8 mil, em média.

Só em 2017, 3.136 servidores recém-aposentados no DF vão dividir um bolo de R$ 297,8 milhões. Cada um vai embolsar R$94,8 mil, em média. (Foto: Reprodução)

SANGRIA DESATADA
O governo DF vai pagar nesta terça R$ 5,5 milhões a 63 servidores aposentados entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro.

LOTERIA IMPARÁVEL
Servidor do DF em fim de carreira, que recebe R$20 mil e trabalhou 20 anos, ganha mais R$240 mil no último contracheque. Autêntica loteria.

SÓ DF E ACRE
Acre e DF são as únicas unidades da Federação a pagar a regalia da “pecúnia”, já extinta nos demais Estados.

NADA DEVE MUDAR
O fim da pecúnia é só um sonho de quem paga a conta. “Nada contra servidor passa na Câmara”, tem dito Rogério Rosso (PSD-DF). (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =