Guerrero tem cinco dias para recorrer de suspensão por suspeita de doping

Resultado analítico adverso
no exame de Guerrero levanta suspeitas de uso de substância proibida pelo jogador na partida com a Argentina. (Foto: Flamengo/Reprodução)

O atacante rubro-negro Paolo Guerrero tem cinco dias para apresentar defesa e requerer uma contraprova para tentar desqualificar o resultado do exame antidoping que deu resultado positivo para uso de estimulante no jogo Argentina 0x0 Peru, em Buenos Aires, no dia 5 de outubro. Mas se a contraprova for positiva, Guerrero está sujeito a uma suspensão por quatro anos do futebol.

Com a suspensão provisória de 30 dias anunciada pela Fifa, ele não poderá jogar pela seleção peruana na repescagem da quinta vaga sul-americana na Copa da Rússia, em que o Peru enfrentará a Nova Zelândia em Wellington, no dia 11, e em Lima, no dia 15 deste mês.

Devido à punição, Guerrero não poderá jogar pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro, a partir de domingo (5), contra o Grêmio, e nas semifinais da Copa Sul-Americana contra o Junior Barranquilla, da Colômbia, que serão disputadas no fim deste mês. Guerrero não joga pelo clube desde que voltou do Peru, após as Eliminatórias Sul-Americanas, sob a alegação de uma lesão muscular. Ele deveria voltar ao time no domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

A substância encontrada na urina do jogador e que motivou a suspeita de domingo, é da classe S6 (estimulantes), conforme a classificação da Wada (Agência Mundial Antidoping, na sigla em inglês), mas não foi divulgado qual substância o exame detectou. Por enquanto, segundo a CBF, há um “resultado analítico adverso” no exame de Guerrero, o que levanta suspeitas de uso de substância proibida pelo jogador na partida com a Argentina.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + um =