Mais que conhecimento Enem requer preparo físico e emocional

A endorfina produzida após a prática de atividade física contribui para que os candidatos se saiam bem nas provas (Foto: Divulgação)

Na reta final dos preparativos para a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é hora de focar no preparo do corpo e da mente para aliviar a ansiedade, o estresse e garantir disposição para enfrentar o longo período das provas. Para melhorar o desempenho dos candidatos que vão se submeter ao exame a dica é aproveitar os dias que restam até a realização das provas para praticar algum tipo de atividade física seja ela aeróbica (corrida, caminhada) ou neuromuscular (musculação), outra opção são as atividades relaxamento como a yoga e alongamento, orienta o educador físico Alfredo Gomes, coordenador da rede Hammer Fitness Club.

Isso acontece porque após a prática de atividade física o cérebro produz endorfina, substância natural que atua como uma importante aliada na redução dos níveis de tensão, estresse, medo e preocupação. Exercitar-se, também, beneficia os candidatos na questão postural, já que o longo tempo que passam sentados pode causar dores nas costas, ombros, pescoço e pernas.

Segundo Gomes, para um melhor resultado, tanto no aspecto emocional, quanto postural, o ideal é que a pessoa já venha treinando ao longo de todo o período que vem se preparando para as provas. Mas, mesmo aqueles que são sedentários podem obter benefícios dedicando algumas horas do tempo que lhes resta até o dia da prova para se exercitar. “Nos casos das pessoas que não são regularmente ativas o ideal é que façam uma caminhada e/ou alongamento, consideradas atividades de menor impacto, evitando assim que venham a se lesionar”, explica.

Já aqueles que incluíram na rotina diária de estudos a prática regular de atividades físicas além dos aspectos emocionais, terão benefícios físicos em relação aos demais candidatos, já que irão demorar mais tempo para apresentar fadiga muscular. Seja para os ativos ou não ativos, o educador físico orienta que durante a prova o candidato faça alongamento nos braços e pernas, movimente o pescoço e ombro. “Se ainda assim o corpo começar a doer devido a postura aconselho a levantar e dá uma caminhada até o banheiro ou para beber água. No mais é manter-se tranquilo e colocar em prática todo o conhecimento adquirido durante os estudos”, recomenda o profissional.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =