Ônibus continuam sem entrar no Nordeste de Amaralina após incêndio de ontem

A Delegacia Territorial (Nordeste de Amaralina) e do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) estão investigando quem foram as pessoas que colocaram fogo no coletivo.

Os moradores do Nordeste de Amaralina precisam andar até o Parque da Cidade para pegar ônibus, pois os mesmos não estão circulando na região, na manhã desta quinta-feira (26). Ontem um ônibus foi incendiado no bairro em protesto pela morte de um jovem em um suposto confronto com policiais militares. Não há ainda previsão de quando o transporte será regularizado no bairro.

Erivelton de Assis Santos, 22 anos, foi atingido, segundo a polícia, durante uma troca de tiros com uma equipe da 40ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Nordeste de Amaralina), por volta das 16h do referido dia.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA), Erivelton já tinha sido preso, em 2016, por porte ilegal de arma, durante operação da Coordenação de Operações Especiais (COE). Moradores contestaram esta versão.

Em nota, a assessoria da Secretaria de Segurança Pública informou que ”um traficante foi morto” durante confronto no bairro. “Investigadores da 28ª Delegacia Territorial (Nordeste de Amaralina) e do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) investigam quem são os criminosos, se intitulando manifestantes, que colocaram fogo em entulhos e em um coletivo”, diz a nota.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − três =