Polícia do Rio deslancha ação contra fraudes ao site do Mercado Livre na internet

O site do Mercado Livre teve grande prejuízo com o grupo criminoso. (Foto: Imagem ilustrativa)

Policiais civis da Delegacia de Defraudações do Rio de Janeiro fizeram hoje (25) uma operação para combater fraudes na venda de produtos pela internet. Vinte pessoas são investigadas por envolvimento com as fraudes que movimentaram quase R$ 1,2 milhão, na estimativa da Polícia Civil.

O esquema funcionava da seguinte forma: o grupo anunciava produtos de baixos valores no Mercado Livre, um site de vendas, como esmaltes a R$ 1,99. Depois que a compra era realizada, uma etiqueta com código de barras era gerada para envio dos produtos pelos Correios.

A venda era, então, cancelada e o grupo usava o código de barras para enviar produtos maiores e mais caros, como móveis. Os funcionários da agência dos Correios cobravam do Mercado Livre o excesso de peso.

Os envolvidos no esquema anunciavam os produtos e eles mesmos compravam, apenas com o objetivo de gerar códigos de barras, já que essa era a forma de o grupo criminoso lucrar. Os investigados serão indiciados por estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa. Oito investigados são funcionários da agência dos Correios ou parentes desses empregados. Mais 12 pessoas são investigadas por criar os anúncios fraudulentos.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =