Posto de recadastramento biométrico do Bonocô começa a funcionar

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA
O posto funciona de segunda a sexta-feira, de 7h às 16h, na Estação Bonocô do metrô. Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

A Estação Bonocô do metrô de Salvador, por onde circulam cerca de 12 mil pessoas diariamente, e que atende a milhares de baianos que moram na região, foi o local escolhido para a implantação do novo posto de recadastramento biométrico. O atendimento que já começou na manhã desta terça-feira (17), com a inauguração do posto avançado, vai distribuir 250 senhas por dia, por ordem de chegada, numa média de cinco mil pessoas por mês. Mesmo nos primeiros momentos após o início do funcionamento, muitos baianos já estavam utilizando o serviço.

O posto funciona de segunda a sexta-feira, de 7h às 16h, e o eleitor deve apresentar um documento original com foto (RG, CNH, carteira profissional e/ou passaporte), bem como um comprovante de residência recente (emitido há, no máximo, três meses) em nome do solicitante ou de parente (com comprovação de parentesco). Além disso, para os que desejam alterar dados, como casamento ou separação, precisam levar documentos que comprovem a mudança e, para a primeira via do título de eleitor, os homens precisam do comprovante de quitação militar. Ainda para a primeira via, a carteira de habilitação não é válida como documento de identificação, por não conter nacionalidade/naturalidade.

A iniciativa, de acordo com o presidente do TRE baiano, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, é o TRE indo até os eleitores. “Até agora, apenas 37% da população de Salvador e está biometrizada e muita gente está esquecendo que, até o dia 31 de janeiro, quem não comparecer para o recadastramento terá o título cancelado. Além da capital, outros 54 municípios estão participando desse processo, onde a biometria tem se desenvolvido normalmente. E para facilitar isso também, em dezembro e janeiro, o atendimento do TER deixa de acontecer com hora marcada e começa a atender sob demanda, por ordem de chegada. Queremos que toda a população tenha acesso ao serviço e se regularize junto à Justiça Eleitoral”, explicou o presidente.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − nove =