Polícia Federal leva malotes do gabinete do deputado Lúcio Vieira Lima

Polícia Federal faz busca no apartamento de Lúcio Vieira Lima na manhã desta segunda-feira (Foto: Vanderson Nascimento/TV Bahia)
Viatura da Polícia Federal na porta do prédio de Lúcio Vieira Lima, no bairro do Chame-Chame, em Salvador. (Foto: Imagem TV)

Depois de quatro horas de trabalho, policiais federais deixaram hoje às 10h45 o gabinete do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), na Câmara, onde realizaram operação de busca e apreensão, a pedido da Procuradoria-Geral da República.

Em Salvador, a PF fez buscas no apartamento do deputado federal. Agentes saíram do local com um malote por volta das 8h40. Não foi informado o que foi apreendido. A residência de Lúcio na capital baiana fica ao lado do prédio do irmão de Lúcio, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em regime fechado desde 8 de setembro, três dias após a PF apreender R$ 51 milhões em um imóvel supostamente utilizado como “bunker” pelo peemedebista.

O parlamentar é irmão do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Geddel é suspeito de ser dono de R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador.

Em Brasília, o gabinete de Lúcio é o de número 612 e fica no Anexo 4 da Câmara. Servidores do Congresso Nacional que viram os policiais federais deixando o prédio disseram que eles levavam malas e malotes com material apreendido.

Mesmo depois da saída dos policiais federais, o gabinete do parlamentar permanece fechado e não se sabe se ele está em Brasília, Salvador ou em outra cidade.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 2 =