Rui Costa e Otto Alencar criticados por anúncio de obra do governo federal

Juventude Democratas:  "Está na hora de Rui Costa parar o teatro da demagogia e começar a trabalhar, pois os baianos estão amedrontados por conta da violência''.
Juventude Democratas: “Está na hora de Rui Costa parar o teatro da demagogia e começar a trabalhar, pois os baianos estão amedrontados por conta da violência”.

A propósito do anúncio feito ontem (9) pelo governador Rui Costa da duplicação da rodovia federal BR-415, que liga os municípios de Ilhéus e Itabuna, a Juventude Democratas divulgou nota criticando as ações do governo da Bahia em vários aspectos. A Juventude lembra, na nota, os altos índices de violências registrados na Bahia: “Rui esquece que a Bahia do seu governo possui nove dentre as 20 cidades mais violentas do país, que o Estado teve mais de 12 mil empresas fechadas apenas em 2017 e que lidera negativamente o ranking brasileiro que avalia o ritmo da produção industrial”.

Confira abaixo a nota na íntegra:

Na manhã desta segunda-feira (9), houve a celebração do contrato para a duplicação da BR-415, que liga os municípios de Ilhéus e Itabuna, na região Sul da Bahia. O Ministério dos Transportes assegurou o recurso para a realização do serviço, que tende a beneficiar inúmeras pessoas. O que causa espanto é observar as mentiras e os ataques proferidos pelos políticos que compõem a base do Governo do Estado, liderado por Rui Costa (PT).

O Senador Otto Alencar (PSD) destilou alguns ataques obscuros (e falaciosos) aos seus adversários políticos. A pergunta que não quer calar é: Qual grande obra este cidadão trouxe para a Bahia durante o seu período no Senado? Antes de querer cogitar ofender, sem sucesso, seus opositores, deveria utilizar da sua energia, bem como do seu mandato, para trazer benefícios ao nosso Estado, o que não vem ocorrendo. O chefe do Executivo baiano, ao invés de assumir para si suas responsabilidades enquanto gestor, insiste em propalar falácias para querer se promover politicamente.

Alega o governador sofrer perseguição por parte do governo federal, quando este foi o principal responsável pela formalização do negócio jurídico que permitirá a reforma da estrada. Durante o período em que o PT governou o país, não houve por parte do governo federal nenhuma sensibilidade para com a Cidade de Salvador, esta que teve boa parcela das verbas bloqueadas pelo fato do prefeito não ser do mesmo partido do governador ou da presidente à época.

Rui esquece que a Bahia do seu governo possui nove dentre as vinte cidades mais violentas do país, Estado que teve mais de 12 mil empresas fechadas apenas em 2017, que lidera negativamente o ranking brasileiro que avalia o ritmo da produção industrial, além de ultrapassar o limite de prudencial disposto na Lei de Responsabilidade Fiscal para com o gasto com a máquina estatal. Como se não bastasse, Rui Costa é membro do PT, responsável pela maior crise econômica que o país já viu, tendo como legado desta o alarmante número de mais de 13 milhões de desempregados.

Vale dizer que o atual Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, quando governou o Estado entre 2007 e 2014, anunciou diversas vezes que haveria esta obra, o que não passou de mais uma inverdade dita pelo Partido dos Trabalhadores, uma vez que apenas ocorreu a comercialização de sonhos e fantasias, enquanto a execução da obra foi menosprezada. Por fim, está na hora do Governador Rui Costa parar o teatro da demagogia e começar a trabalhar, pois os baianos estão amedrontados por conta da violência, estão perdendo tempo em razão das péssimas condições das rodovias estaduais, estão morrendo por conta da precariedade da saúde pública do Estado e carecem de educação pública de qualidade, vez que as escolas, creches e universidades estaduais encontram-se em trágicas condições de funcionamento. Tamanho descaso tem um só tamanho: G de Governo do Estado.

Notícias Relacionadas