Projeto livra acusado que devolve o que surrupiou

CLÁUDIO HUMBERTO

Sem alarde, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou substitutivo ao projeto 513/13, que pode abrir caminho para a impunidade de políticos envolvidos na Lava Jato, por exemplo. O projeto original foi assinado por Renan Calheiros (PMDB-AL), mas o substitutivo aprovado é do aliado Jader Barbalho (PMDB-PA) e dificulta a denúncia pelo Ministério Público de quem devolver o que surrupiou.

Jader Barbalho (Foto: Agência Senado)
Jader Barbalho é o autor do substitutivo aprovado. (Foto: Agência Senado)

TUTTI BUONA GENTE
O projeto beneficia acusado de crime sem violência contra a pessoa, o que incluirá políticos corruptos, em geral pessoas de “fino trato”.

SOB MEDIDA
Políticos serão beneficiados, avalia experiente magistrado, porque, “via de regra, corruptos são primários, boa conduta social, residência fixa”…

LAVOU, TÁ NOVO
O projeto prevê: quem meter a mão no alheio, vive na maciota até ser pego. Mas é só devolver o que foi descoberto e ganha o perdão legal.

SÓ POR ESCRITO
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, já avisou: o projeto só vai à votação no plenário a pedido dos líderes partidários. Por escrito. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas