Heber Santana diz ser arbitrária decisão sobre CCB no Parque de Exposições

O desabamento de parte do Centro de Convemções completa um ano no sábado (23).
O desabamento de parte do Centro de Convemções completa um ano no sábado (23).

“O governador Rui Costa age arbitrariamente e com a prepotência típica dos ditadores, querendo impor a transferência do Centro de Convenções da Bahia (CCB), para o Parque de Exposições Agropecuárias da Bahia, na Avenida Paralela, sem ouvir a sociedade organizada”, afirma o deputado Heber Santana (PSC). O parlamentar considera que o assunto precisa e deve ser debatido com o trade turístico, responsável pela geração de milhares de empregos, muitos dos quais já se perderam desde o fechamento do CCB.

Heber Santana destacou que neste sábado (23) completa um ano que parte do CCB desabou, e até hoje nenhuma providência real foi viabilizada para dar a Salvador um centro de convenções, ”equipamento tão necessário para a captação de eventos e geração de renda e empregos”.

O deputado considera que a questão vem sendo tratada pelo governo com irresponsabilidade, e lembra que o Centro de Convenções foi interditado pela Sucom em maio de 2015, quando passava por reformas, porque técnicos constataram a falta de projeto e equipamentos de incêndio e pânico. O investimento nas reformas foi de cerca de R$ 15 milhões, dinheiro público mal utilizado, pontua o parlamentar.

O deputado questiona ainda que há demandas jurídicas envolvendo o Centro de Convenções, penhorado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), por conta de ações trabalhistas movidas por ex-funcionários terceirizados da extinta Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia (Bahiatursa), que era responsável pelo CCB. Foi por essa razão que em abril desse ano o TRT determinou a cassação do alvará de demolição e mandou suspender a retirada dos escombros do desabamento.

O deputado Heber Santana disse que apóia o pleito da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis na Bahia (ABIH-BA) que reivindica a manutenção do Centro de Convenções da Bahia no local de origem. “Além dos hotéis que foram instalados no entorno do Centro de Convenções, os bares e restaurantes também amargam pesados prejuízos com a ausência do CCB, gerando grande taxa de desemprego”, pondera Heber Santana.

Notícias Relacionadas