Bahia perde para o Cruzeiro e fica colado na zona da degola

O Cruzeiro voltou ao  grupo da Libertadores com o triunfo. Já o Bahia   pode até entrar na zona de rebaixamento nesta segunda-feira.
O Cruzeiro voltou ao grupo da Libertadores com o triunfo. Já o Bahia pode até entrar na zona de rebaixamento nesta segunda-feira.

O Bahia foi derrotado pelo Cruzeiro, na noite deste domingo (17), em Belo Horizonte, e pode entrar para a xona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O tricolor baiano tem 27 pontos, a mesma pontuação do Coritiba, que ainda joga nesta segunda-feira contra o Palmeira. Se pontuar, o Coxa sai do Z-4 e deixa o time baiano. Léo fez o gol do triunfo do Cruzeiro no segundo tempo.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Cruzeiro pega o Atlético-GO, no próximo domingo, no Estádio Olímpico de Goiânia, às 16h (de Brasília). É o último compromisso da Raposa antes da finalíssima da Copa do Brasil, marcada para dia 27, contra o Flamengo, no Mineirão. O Bahia joga também no domingo, às 19h, na Fonte Nova, contra o Grêmio.

As primeiras grandes chances foram celestes, aos 9 minutos. Robinho lançou para Henrique na área, o capitão tocou de calcanhar e Thiago Neves chutou de primeira, para defesa do goleiro Jean. Na sequência do lance, Diogo Barbosa cruzou com perigo e a zaga afastou.

Aos 16, nova chance celeste. Ezequiel cruzou, Thiago Neves desviou e Rafinha tentou o chute. Novamente, o goleiro adversário fez a intervenção.

O time baiano construiu boa jogada aos 43. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Tiago desviou de cabeça e a bola passou com perigo, à direita do gol de Fábio.

Nos acréscimos, mais uma chance do time visitante. Mendoza puxou rápido contra-ataque, tocou para Vinícius que chutou colocado. Atento, Fábio fez excelente defesa.

Segundo tempo – A etapa complementar começou com um pênalti para o Cruzeiro, aos 5 minutos, em cima de Raniel. Thiago Neves cobrou no canto esquerdo, mas o goleiro Jean praticou a defesa.

Depois de grande pressão, o time celeste conseguiu abrir o placar aos 17 minutos. Thiago Neves bateu escanteio e Léo escorou de cabeça, na raça, sem chances para o goleiro adversário.

Aos 23 minutos, mais uma oportunidade estrelada. De Arrascaeta fez grande jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Thiago Neves. O camisa 30 se esforçou para alcançar a bola na pequena área, mas não conseguiu.

A Raposa tentou mais uma vez aos 31. Em nova jogada de escanteio, Léo novamente desviou e por pouco De Arrascaeta não conseguiu completar para as redes.

O time visitante tentou o empate aos 46 minutos. Edson aproveitou de cabeça cobrança de escanteio da esquerda, e a bola ganhou a linha de fundo.

Foi o último lance de maior perigo no jogo, que terminou com a vitória estrelada por 1 a 0.

Cruzeiro: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Silva), Henrique, Robinho (Rafael Sóbis) e Rafinha (De Arrascaeta); Thiago Neves e Raniel.
Técnico: Mano Menezes

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago (Thiago Martins), Lucas Fonseca, Juninho Capixaba; Edson, Juninho, Vinícius (Edigar Júnio) e Zé Rafael; Mendoza e Rodrigão (Hernane).
Técnico: Preto Casagrande

Cartões amarelos: Léo, Henrique, Thiago Neves, Robinho e Raniel (Cruzeiro); Vinícius (Bahia)
Cartão vermelho: Lucas Silva (Cruzeiro)

CRUZEIRO 1 X 0 BAHIA
Motivo: 24ª rodada do campeonato Brasileiro
Data: 17/09/2017 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Renda: R$ 217.609,00
Público Pagante: 11.849
Público Presente: 14.384
Gol: Léo, aos 17 minutos do 2º tempo
Árbitro: Wagner Reway – MT (FIFA)

Notícias Relacionadas