Centro para crianças com microcefalia está sendo implantado no Alto de Coutos

Uma nova unidade de atendimento as crianças com microcefalia deve ser entregue até o final do ano em Alto de Coutos, Subúrbio Ferroviário de Salvador. O equipamento deve funcionar em um centro educacional, com previsão de ser inaugurado até dezembro. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em Salvador foram registrados, de outubro de 2015 até junho deste ano, 126 casos. Só no primeiro semestre, foram 23. Em toda a Bahia, nesse mesmo período, foram 1.641 casos de microcefalia.

Tia Eron, secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) da Prefeitura de Salvador.
Tia Eron, secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) da Prefeitura de Salvador.

A estrutura desse novo centro, que será voltado para o acompanhamento de crianças de zero a 6 anos, em consultas individuais e em grupo, com psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e cuidadores. “A proposta é que esses pacientes entrem de manhã e só saiam no final da tarde, participando de atendimentos e atividades que estimulem o desenvolvimento delas”, explica a titular da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), Tia Eron.

Segundo a secretária, o bairro foi escolhido porque na região do Subúrbio há uma grande concentração de casos de crianças que apresentam a doença que afeta o desenvolvimento mental e físico. Há também um equipamento de saúde, que leva o nome de Centro-Dia, que vai funcionar na Rua Itatuba, no Parque Bela Vista, no imóvel que abrigava uma antiga loja de materiais de construção e foi completamente reformado e adaptado para receber o novo equipamento. O investimento total foi de R$ 260 mil, sendo R$ 150 mil do governo federal e o restante da prefeitura de Salvador.

O atendimento deve acontecer durante todo o dia e a ideia é que as mãe também possam ser acompanhadas. São 160 famílias cadastradas no Sistema Único de Assistência Social (Suas), que, ainda nesse mês, vão poder contar com o apoio de um centro especializado para ajudar no tratamento dessas crianças.

Notícias Relacionadas