970×90

Dono de ‘bunker’ de Geddel já responde por prejuízo de R$ 600 mi na Ebal

Malas e caixas  entulhadas de dinheiro foram encontradas pela Polícia Federal
Malas e caixas entulhadas de dinheiro foram encontradas pela Polícia Federal no “bunker” de Geddel. A PF encontrou as impressões digitais do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

O empresário Silvio Silveira, que admitiu em depoimento à Polícia Federal ter emprestado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima o apartamento, em Salvador, onde foram encontrados mais de R$ 51 milhões, já foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) em uma ação para investigar um prejuízo de mais de R$ 600 milhões à Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), ligada ao governo do estado, por conta de irregularidades em contrato para a realização de obras entre 2002 e 2006.

A Ebal mantinha a rede de supermercado estatal “Cesta do Povo”. Silvio Silveira, que é ligado ao ramo da construção civil e relatou à PF ser um “conhecido” de Geddel, ainda responde à essa ação, que aguarda julgamento na 8ª Vara da Fazenda Pública, em Salvador, segundo informou, nesta quarta-feira (6), o MP.

Ele foi denunciado porque uma empresa ligada a ele, a Silveira Empreendimentos, teria sido contratada irregularmente para prestar serviços à Ebal. O Portal G1 informou que não conseguiu contato com a defesa de Silvio até a publicação desta reportagem.

O prejuízo à Ebal foi causado, segundo o MP, após a contratação de uma empresa para realização de obras e serviços relacionados à área de engenharia. No período de outubro de 2003 a dezembro de 2006, essa empresa teria recebido cerca de R$ 42 milhões da Ebal.

Fonte: Portal G1 Bahia/Globo News/TV Globo

Notícias Relacionadas