Vitória leão derruba Corinthians e quebra invencibilidade de 34 jogos do Timão

Ramon foi um leão, mais uma vez pelo Vitória. Conteve o time do Corinthians no meio campo. (Foto: Ag. Corinthians/Divulgação)
Ramon foi um leão, mais uma vez pelo Vitória. Conteve o time do Corinthians no meio campo. (Foto: Ag. Corinthians/Divulgação)

Foi na raça, com muita força e determinação que o Vitória conseguiu quebrar uma sequência de 34 jogos sem perder do Corinthians. Em plena Arena Corinthians, em São Paulo, o campeão baiano fez um gol logo aos 12 minutos de jogo, com o colombiano Tréllez, e decretou a derrota do Timão, líder e até então invicto no Campeonato Brasileiro. E mais: o time baiano ainda saiu de campo reclamando de um gol legítimo de Kanu, no segundo tempo, anulado de forma equivocada pela arbitragem.

A última derrota corintiana havia acontecido há exatos cinco meses. No dia 19 de março, o time perdeu para a Ferroviária, por 1 a 0, pela nona rodada do Paulistão Itaipava. Com isso, o time não conseguiu bater a maior sequência de jogos invictos de sua história, que foi de 37 partidas em 1957.

Apesar de ter perdido da invencibilidade, o Corinthians continua em situação bastante confortável na classificação. O clube segue na ponta, com 47 pontos. São oito de vantagem para o vice-líder Grêmio. Já o Vitória continua na zona de rebaixamento, na 18ª posição, com 22 pontos. Perde para o São Paulo, décimo sexto, no saldo de gols: -3 a -9.

Assista os melhores momentos e o Gol do Vitória:

O Corinthians começou controlando o jogo e chegou ostentar mais de 70% de posse de bola no começo. O Vitória, no entanto, montou um forte sistema defensivo e armou uma arapuca para sair nos contra-ataques. Estratégia muito bem arquitetada pela equipe baiana.

Afinal, foi justamente em uma destas jogadas de velocidade que o Leão conseguiu surpreender. Aos 11 minutos, o atacante Neilton puxou contragolpe e tocou para o colombiano Tréllez pela direita. Ele chutou cruzado, a bola desviou no lateral Guilherme Arana e matou o goleiro Cássio.

Durante o restante do primeiro tempo, o time paulista dominou completamente a partida. Ao final da etapa, os paulistas terminaram com impressionantes 77% de posse e 12 finalizações. Foram pelo menos seis chances de gols. A melhor delas com o atacante Jô, aos 47 minutos. Após cruzamento do meia Rodriguinho, ele cabeceou para bela defesa do goleiro Fernando Miguel.

No período final, o jogo ficou dramático. O técnico Fábio Carille tentou mudar o jogo de todas as formas, mas os donos da casa seguiram abusando dos cruzamentos na área – foram 45 no total. Melhor para a defesa baiana, que segurou o resultado até o final.

Na próxima quarta-feira (23), às 19h30, o Corinthians volta a campo para enfrentar a Chapecoense-SC, na Arena Condá, em Chapecó, em jogo adiado da 20ª rodada. Enquanto isso, o Vitória visita o Coritiba somente na segunda-feira (28), às 20h, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + quinze =