Problema do país são os gastos públicos e não a arrecadação, diz Heber Santana

Para o deputado Heber Santana, o Plano de Demissão Voluntária (PDV) é uma medida acertada para reduzir a despesa do governo federal com pessoal.
Para o deputado Heber Santana, o Plano de Demissão Voluntária (PDV) é uma medida acertada para reduzir a despesa do governo federal com pessoal.

O Brasil tem a maior carga tributária na América Latina e uma das maiores do mundo, oscilando entre 32 e 33% do PIB”, lembra o deputado estadual Heber Santana (PSC), graduado em Administração de Empresas e pós-graduado em Planejamento Urbano e Gestão de Cidades, destacando que “o problema do Brasil não é arrecadação; são os gastos públicos, que precisam ser cortados, com a redução da máquina pública”.

Segundo ele, o País não suporta majoração de impostos, a exemplo do aumento da alíquota do Imposto de Renda, possibilidade aventada pelo presidente da república e depois negada. “Precisamos de menos Brasília e mais Brasil e mais atenção à população”, enfatiza.

O deputado avalia que a adoção de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) é uma medida acertada para reduzir a despesa do governo federal com pessoal, mas é preciso mais. Heber vê como uma das soluções a redução do número de ministérios e dos cargos de confiança, e a participação cada vez menor do governo na economia, atuando apenas nas áreas essencialmente estratégicas. O deputado entende que não faz sentido a manutenção de cerca de 150 empresas estatais.

Notícias Relacionadas