Vereadores conhecem estado de sucateamento do Sistema Ferryboat

No dia 25 de Julho deste ano, o JORNAL DA MÍDIA publicou esta fotos de um dos ferries operao pela Internacional Marítima. E alertava: ''Sem manutenção, alguns navios da travessia Salvador-Bom despacho estão passando uma péssima impressão a quem utiliza o sistema e a quem passa pela Baía de Todos os Santos. Será que o governador Rui Costa nunca viu esta cena?'' (Foto: Jornal da Mídia)
No dia 25 de Julho deste ano, o JORNAL DA MÍDIA publicou esta foto de um dos ferries operado pela Internacional Marítima. E alertava: ”Sem manutenção, alguns navios da travessia Salvador-Bom despacho estão passando uma péssima impressão a quem utiliza o sistema e a quem passa pela Baía de Todos os Santos. Será que o governador Rui Costa nunca viu esta cena?” (Foto: Jornal da Mídia)

REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

Enquanto o Governo do Estado gasta tudo em propaganda e nas obras do metrô ou prometendo de novo a ponte Salvador-Itaparica, os usuários do Sistema Ferryboat, operado pela Internacional Marítima, continuam enfrentando transtornos quase que diários na travessia Salvador-Bom Despacho.

Ontem, mais uma problema envolvendo a travessia: o ferry “Rio Paraguaçu” ficou à deriva, uma fato rotineiro e que comprova a falta de manutenção das embarcações e o abandono do patrimônio público.

E o que é pior: o Estado abandonou de vez a fiscalização da concessionária Internacional Marítima. A Agerba (Agência de Regulação de Transportes), do governo da Bahia, atua mais como uma “parceira” da empresa do Maranhão que como um órgão regulador e fiscalizador de um serviço concedido.

NO problema apresentado na manhã de ontem pelo ferry boat Rio Paraguaçu é corriqueiro. A embarcação saiu do Terminal Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, às 8h, mas os passageiros só conseguiram desembarcar por volta das 9h50. O navio ficou à deriva transportava mais de 300 passageiros antes de atracar no terminal de São Joaquim.

Leia Também:

Situação caótica – O vereador Téo Senna (PHS) que esteve em visita técnica, junto com outros vereadores da base do prefeito ACM Neto, para verificar as condições dos equipamentos na última semana, lamentou a situação.

“É um absurdo que as coisas continuem do jeito que estão. Como podemos admitir aumento da tarifa se os serviços são os mais precários!? O governo do estado precisa olhar para a real necessidade da população, melhorar os serviços e revogar esse aumento indevido”, relatou o parlamentar.

Matérias Relacionadas ao caos do ferryboat:

  • Oposição reage a aumento liberado pelo governo da Bahia para o ferry-boat
  • Diretor da Agerba detona a Internacional Marítima: “É uma merda pior que a outra”.
  • Empresária acusa a Agerba de liberar outorga de R$ 5 milhões para a Internacional Marítima
  • Dono da Internacional Marítima, empresa do ferryboat, está envolvido no escândalo das urnas do Maranhão.
  • Notícias Relacionadas