Copa do Brasil: Flamengo leva 4 a 2 do Santos mas fica com a vaga.

Foi um jogão. O Flamengo saiu na frente, levou a virada no segundo tempo, mas arrancou a classificação para as semifinais. (Foto: Flamengo/Divulgação)
Foi um jogão. O Flamengo saiu na frente, levou a virada no segundo tempo, mas arrancou a classificação para as semifinais. (Foto: Flamengo/Divulgação)

Não foi fácil, mas a missão foi cumprida. O Flamengo entrou em campo contra o Santos, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, com uma ótima vantagem conquistada na Ilha do Urubu. Na primeira partida das quartas de final, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0 e poderia até ser derrotado por um gol de diferença, que ficaria com a vaga. E foi o que aconteceu. O 4 a 2 para o time da casa não foi suficiente e o Flamengo garantiu a vaga na semifinal por conta do placar agregado de 4 a 4 a favor. Agora, o Mais Querido terá pela frente o rival Botafogo, em data ainda a ser definida.

Antes da partida, os jogadores mostraram uma foto de apoio ao meia-atacante Ederson, que foi diagnosticado com um tumor nos testículos e passará por operação.

Dono de uma ótima vantagem, o Flamengo não quis saber de ficar se segurando. Logo aos três minutos, Guerrero fez o pivô e achou Berrio. O colombiano entrou pela direita e chutou forte, mas a bola subiu. Mas cinco minutos depois, o jogador teve outra chance. Depois de belo lançamento de Diego, o camisa 28 não perdoou e abriu o placar, aumentando a vantagem.

A partida continuava à feição do Flamengo. O Santos aparecia para jogar e o Mais Querido usava os contra-ataques com eficiência. Aos 16, Berrio devolveu as assistências e cruzou na cabeça de Guerrero, que cabeceou forte, mas nas mãos de Vanderlei.

Com 3 a 0 no placar agregado, o Flamengo passou a ter mais tranquilidade e criou boas oportunidades. Mas foi o Santos que chegou, através de Bruno Henrique, que acertou um belíssimo chute e empatou aos 33. O gol deu um choque na equipe, que voltou a pressionar e o jogo esquentou. Rever marcou aos 38, mas o árbitro Leandro Vuaden marcou falta de Guerrro no lance e anulou. Dois minutos depois, o juiz marcou pênalti de Rever em Bruno Henrique, mas avisado pelo quarto árbitro, voltou atrás. E o primeiro tempo terminou empatado.

O Flamengo voltou intenso para o segundo tempo. No primeiro minuto, Everton fez grande jogada e achou Guerrero livre para marcar pela 19ª vez na temporada, batendo o próprio recorde de gols em um ano. Mas o time da casa não se abateu e foi para cima e aproveitou a desatenção da zaga carioca para amrcar dois gols, com Copete e Victor Ferraz, em apenas dois minutos, virando a partida.

O que era tranquilo virou drama. Zé Ricardo trocou Berrio, que tinha cartão amarelo, por Rodinei, enquanto o Santos ia ganhando espaço com a torcida empurrando. E quase chegou aos 34, mas Muralha estava bem colocado para a cabeçada de Victor Ramos. O Flamengo respondeu com Berrio, um minuto depois, chutando forte para defesa de Vanderlei.

O resto da partida seguiu no mesmo ritmo, com o Santos apertando e o Flamengo se defendendo e fazendo valer sua grande vantagem. O tempo era aliado e aos 46 Diego quase marcou de falta. Aos 48, o Santos fez mais um, mas não havia tempo e a vaga ficou com o Flamengo.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =