Governo concede aumento para o ferry boat mesmo com serviço precário

Sem manutenção, alguns navios da travessia Salvador-Bom despacho estão passando uma péssima impressão a quem utiliza o sistema e a quem passa pela Baía de Todos os Santos. Será que o governador Rui Costa nunca viu esta cena? (Foto: Jornal da Mídia)
Sem manutenção, alguns navios da travessia Salvador-Bom despacho estão passando uma péssima impressão a quem utiliza o sistema e a quem passa pela Baía de Todos os Santos. Será que o governador Rui Costa nunca viu esta cena? (Foto: Jornal da Mídia)

REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

O Governo do Estado, através da Agerba (Agência de Regulação de Serviçõs Públicos de Transportes) concedeu um aumento de 7,4% para as tarifas de veículos no Sistema Ferry-Boat, explorado pela maranhense Internacional Marítima. O aumento para os passageiros será de 4,17%. Segundo a resolução, assinada pelo diretor-executivo da Agerba, Eduardo Pessoa e publicada no Diário Oficial desta terça-feira (25), o reajuste já entra em vigor hoje.

O aumento concedido pelo governo pegou de surpresa os usuários, principalmente pelas condições precárias dos serviços do Sistema Ferry Boat. Navios à deriva, ferries sendo obrigados a atracar de ré e o péssimo estado de conservação de algumas embarcações e superlotação são algumas das frequentes reclamações dos usuários contra a Internacional Marítima. O serviço, nem de longe, alcançou a melhoria que o governo prometeu em sua campanha publicitária. Pelo contrário, vem caindo ano após ano.

Os passageiros (pedestres) vão pagar R$ 5 para utilizar a travessia, de segunda a sábado. Aos sábados, domingos e feriados, a tarifa passa para R$ 6,70. Já o veículo pequeno pagará R$ 45 e R$ 63, enquanto que o proprietário de um auto grande terá que desembolsar R$ 58 e R$ 81.

Serviço Segue Precário – A concessionária, que o Governo do Estado foi buscar no Maranhão, com ligações em seu comando com a família Sarney, além de todo o faturamento que obtém com a operação dos navios, turbina sua arrecadação na Bahia com a exploração dos terminais de São Joaquim e Bom Despacho, exploração de estacionamentos de veículos e alugueis de pontos comerciais. Apesar de já operar a travessia há cinco anos, a Internacional não investiu um centavo sequer na modernização ou compra de embarcações. Tudo quem faz (ou fez) foi o governo.

Com o aumento concedido pelo Governo do Estado, através da Agerba, para utilizar com um veículo pequeno o ferry boat, o usuário vai ter que desembolsar R$ 45 de segunda a sexta-feira. Aos sábados, domingos e feriados, a tarifa do carro pequeno pula para R$ 63. Para quem tem carro grande, o preço ficou ainda mais salgado: passou para R$ 51, de segunda a sexta-feira, e R$ 81, aos sábados, domingos e feriados.

O microônibus vai pagar R$ 83, e R$ 116, o caminhão simples R$ 137 e R$ 191, o ônibus R$ 184 e R$ 258, o caminhão truncado R$ 184 e R$ 258 e a Jamanta R$ 267 e R$ 374. A bicleta vai pagar agora R$ 15 de segunda a sexta-feira e R$ 21 aos sábados, domingos e feriados. A motocicleta pagará R$ 19 e R$ 26.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =