Campeonato Brasileiro: Ponte Preta vence o Atlético-PR com 2 de Lucca

Agência FPF

A Ponte Preta encerou neste domingo (23) o tabu de não vencer fora de casa. Jogando na Arena da Baixada, em Curitiba, o time de Gilson Kleina bateu o Atlético Paranaense por 2 a 0, com dois gols de Lucca, novo artilheiro do Campeonato Brasileiro com dez gols, ultrapassando Jô e Henrique Dourado. O resultado desta 16ª rodada afastou o time da Campinas da briga contra a zona de rebaixamento e ainda deu uma tranquilidade para trabalhar durante a semana.

Marco Oliveira/Site Oficial
Foto: Marco Oliveira/Site Oficial/Atlético Paranaense

Desde que bateu o São Bento por 2 a 1 na 11ª rodada do Campeonato Paulista, no dia 26 de março, a Ponte Preta não sabia mais o que era vencer fora de casa, com cinco empates e sete derrotas – contando também a Sul-Americana. O resultado em Curitiba levou o time de Gilson Kleina aos 21 pontos, na 10ª posição. Já o Atlético-PR segue com 17.

O primeiro tempo foi de completo domínio do Atlético. Em sua estreia, Ribamar era o que mais se movimentava e por pouco não abriu o placar aos cinco minutos, quando Matheus Rossetto cobrou uma falta em direção a grande área e o atacante tocou de cabeça pela linha de fundo. Mais tarde, aos 13, ele recebeu de novo pelo alto, agora numa cobrança de Nikão, mas mais uma vez mandou para fora.

A pressão foi tanta que o Atlético chegou a ter mais de 70% de posse de bola. Naturalmente Aranha foi se tornando o principal personagem da partida. Foram pelo menos três defesas difíceis, contando ainda com um carrinho de Jefferson para afastar o primeiro gol da partida. Graças ao empenho defensivo, a Ponte Preta desceu para os vestiários segurando um empate importante no primeiro tempo.

No intervalo, Gilson Kleina sentiu o espaço que o adversário vinha deixando no meio campo e resolveu mudar o time da Ponte Preta. Claudinho deu lugar para Renato Cajá e, em seu primeiro lance em campo, ele já mudou o andamento da partida. O camisa 10 recebeu na intermediária e tocou entre os zagueiros para Lucca, que recebeu, ganhou de Thiago Heleno na velocidade e bateu por cima de Weverton, abrindo placar logo aos seis minutos.

Com a vantagem, a Ponte Preta preferiu recuar todo o time à espera do apito final. Kleina chegou a tirar o atacante Maranhão e o meia Léo Artur para colocar o zagueiro Kadu e o volante Jadson, o que só deu mais espaço para o Atlético. O time da casa trabalhava com nove jogadores no campo de ataque, mantando apenas Paulo André no círculo central e o goleiro Weverton, pressionando ao máximo em busca do empate.

No último lance da partida, já aos 48 minutos do segundo tempo, Jadson invadiu a grande área pelo lado esquerdo e acabou derrubado por Eduardo Silva. Bem posicionado, o árbitro assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, Lucca teve tranquilidade para deslocar o goleiro Weverton e mandar no canto direito.

A Ponte Preta recebe o Fluminense no próximo domingo (30), às 16h, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo está marcado para o estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Atlético vai até o Rio de Janeiro enfrentar o Vasco da Gama no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 20h da segunda-feira (31).

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − treze =