Série retrata devoção de sertanejos da Bahia para manter tradição dos Ternos de Reis

A manifestação de fé e a resistência para a preservação dos Ternos de Reis do Alto Sertão serão os pontos altos dos próximos episódios da websérie Reseiros, vida de sorte e saúde. Produzida pela Olho de Peixe Filmes, a série tem a proposta de valorizar a memória e a preservação da tradição da Folia de Reis do sertão do estado, através das vivências e visões de mundo dos seus foliões mais antigos e apaixonados. A série é exibida nas redes sociais e no hotsite www.reiseiros.com, com lançamento de episódios inéditos a cada sexta-feira.

Cena do episódios da websérie  ''Reseiros, vida de sorte e saúde'',  Produzida pela  Olho de Peixe Filmes. (Foto: Reprodução/Youtube)
Cena do episódios da websérie ”Reseiros, vida de sorte e saúde”, Produzida pela Olho de Peixe Filmes. (Foto: Reprodução/Youtube)

No sexto episódio, que vai ao ar nesta sexta-feira (7), os jovens Osvaldo e Glicério, de 18 e 19 anos respectivamente, protagonizam o enredo, que ressalta a influência da cultura sertaneja entre os mais novos. “Muitos jovens ainda admiram e se comprometem com a continuidade do Terno de Reis da zona rural do Alto Sertão baiano. Sob o olhar atento de seus familiares, os “Meirins” de Lagoa da Torta, localizado no município de Igaporã, teimam em manter esta tradição sertaneja”, afirma Cristiano Britto, sócio da produtora Olho de Peixe e um dos idealizadores do projeto.

Na semana seguinte (14), a história de superação do Terno de Contendas ganha destaque sob o olhar do reiseiro Antônio. Após a morte do chefe de Terno, conhecido pela comunidade com “seu Daniel”, em dezembro de 2016, os dois principais ternos de Contendas, localizado no distrito de Maniaçu, zona rural de Caetité, se abraçam para atender ao pedido de todo Chefe de Terno: levar a bandeira mesmo que este venha a falecer antes da partida. “Os dois ternos se reuniram especialmente em 2017 para manter a tradição e cumprir a difícil tarefa de seguir com esse costume em um momento de luto. Uma curiosidade é que a comunidade de Contendas é Quilombola apesar de preservar tão bem este costume de origem portuguesa e católica.”, explica Sabrina Alves, produtora, sócia da Olho de Peixe e também idealizadora do projeto.

Assista no player abaixo Reiseiros, Vida de sorte e saúde – Trailer

Notícias Relacionadas