Carteiras de Habilitação passam a contar com QR Code para evitar fraude

Para evitar o processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que dura, no mínimo, dois meses entre etapas administrativas e educativas, algumas pessoas acabam falsificando a carteira de motorista. Por esta razão, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) promove, constantemente, mudanças que dificultam as fraudes nas CNH´s. A última delas entrou em vigor no dia 2 de maio.

 O dispositivo de segurança QR Code, um código de barras tridimensional, armazena todos os dados do condutor, incluindo a foto. (Foto: Pedro Moraes/GOVBA/Divulgação)
O dispositivo de segurança QR Code, um código de barras tridimensional, armazena todos os dados do condutor, incluindo a foto. (Foto: Pedro Moraes/GOVBA/Divulgação)

O dispositivo de segurança QR Code, um código de barras tridimensional, armazena todos os dados do condutor, incluindo a foto. “Através de um aplicativo chamado Lince, que encontrada nas duas plataformas iOS e Android, e que qualquer pessoa pode baixar, qualquer agente de trânsito pode verificar se a carteira é ou não uma carteira emitida por um Detran”, explica o diretor de Habilitação do Detran da Bahia, Mário Galrão.

Apesar de não ter essa finalidade, o serviço pode ainda auxiliar o comércio, bancos e departamentos pessoais que precisem atestar a veracidade dos dados recebidos. “Podem até falsificar a carteira, mas o QR Code não dá para falsificar”, afirma Galrão. Quem deu entrada na CNH antes do dia 02 de maio, ainda receberá o documento no modelo antigo, mas não é necessário fazer nenhuma troca. As carteiras antigas permanecem válidas até sua data de expiração.

Entre as etapas para obtenção da CNH, estão as aulas práticas e teóricas. “Primeiro são feitos os exames médicos e psicológicos. Após a aprovação, vêm as aulas teóricas de 45 horas de duração, depois a prova teórica, o simulador teórico e por fim a gente vai ter a aula prática, cinco horas em simulador e vinte horas de aula em rua”, explica o diretor de Educação e Segurança para o Trânsito do Departamento Estadual do Trânsito da Bahia (Detran), Carlos Moura, que conta que a partir desta etapa, o aluno vai estar apto para fazer o exame de rua. Depois de aprovado, o condutor passará pelo tempo de habilitação provisória. “São 365 dias que ele não pode ter nenhuma penalidade gravíssima para poder, em definitivo, ter sua habilitação”, conclui.

Notícias Relacionadas