Lauro de Freitas aposta no turismo como fator de desenvolvimento

Com 6 quilômetros de praias entre as mais belas da Bahia e um rico patrimônio de manifestações culturais e religiosas, Lauro de Freitas quer se firmar no cenário turístico da Bahia. Neste sábado (20), a Secretaria de Cultura de Lauro de Freitas (Secult) promoveu o Seminário de Planejamento do Turismo para debater com especialista o potencial do município e estratégias. A atividade reuniu representantes de secretarias do município além de atores diretamente envolvidos com a temática.

O Seminário de Planejamento do Turismo debateu  as estratégias  l do município  para o setor.
O Seminário de Planejamento do Turismo debateu as estratégias l do município para o setor.

Para o secretário da pasta, Manoel Carlos dos Santos, “esse é o momentos de organizar o turismo na cidade, que ainda é incipiente. Já organizamos o Conselho, trouxemos os atores que têm interesse na revitalização para participar desse processo. O turismo é um meio econômico importante. Temos que projetar os atrativos da cidade e fazer com que sejam vistos pelos de fora”.

O historiador e diretor de Turismo da Secult, Joílson Lopes, fez uma exposição do atual cenário turismo do município e mostrou uma perspectiva do que deve ser feito para tornar Lauro de Freitas uma cidade mais atrativa. “Precisamos fazer com que as pessoas notem Lauro de Freitas como cidade turística e para isso temos que identificar as demandas necessárias para impulsionar o turismo local”.

Para o consultor em marketing Edilberto Gargur é preciso criar uma identidade para o município. “É preciso traduzir a cidade para saber o que ofertar. A parceria entre governo, comunidade e empresários vai possibilitar a valorização das vantagens turísticas do local”. Gargur apresentou o marketing do território como ferramenta para o desenvolvimento sócio econômico de Lauro de Freitas.

Conhecido como Mestre Gerson, José Francisco Neto, mestre do Polo de Capoeira se mostrou animado com a iniciativa da gestão. “Tem tudo pra dar certo. Temos bons produtos para oferecer aos turistas e o Polo de Capoeira está comprometido a contribuir com esse processo. Temos três mil capoeiristas no município”.

Notícias Relacionadas